sexta-feira, setembro 13, 2019

um de nós [poema 228]

Entendo-te
Como se estivesse a ver-te por fora e por dentro
Como se os sulcos da vida fossem antepassados,
Pelos meus pés vestidos de lama, endurecidos,
Trilhados pela idade, cansados

Conheço-te
Nas palavras que ficam por dizer
Nos pensamentos que são sentimentos
A querer

Sei-te
Porque me sei
E não sei viver

7 comentários:

Anónimo disse...

Mais uma pérola dos pensamentos, simplesmente adorei. Linda

Anónimo disse...

Lindo! 😍😍😍

Paulina Ramos disse...

Só diz entendo-te quem se conhece muito bem!
Quem dera que eu também assim pudesse afirmar!
Profundo e belo, muito belo!

Anónimo disse...

Entendo-ti, conheco-ti, sei-ti...daí uma afirmação bem alinhada para essa poesia, mui bela.

Anónimo disse...

Amei muito, muito mesmo, lindo, lindo... magnífico. Abcs

Ailime disse...

Tão belo, Sr. Padre!
Serei uma das primeiras pessoas a comprar o seu livro quando resolver editar.
Boa tarde.
Ailime

Anónimo disse...

Que poema mais lindo....⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Bj