sábado, janeiro 27, 2018

o verbo [poema 170]

Há uma palavra que não sou eu
Mas diz-se como se me habitasse
Vai-me soltando por entre os dedos
Como se suportasse
Esse segredo
Que não é seu

Vem ou vai, morre ou nasce
Sobe ou desce
pelo céu

2 comentários:

Zilda Souza disse...

O segredo para mostramos na vida. E que somos mais duros do que ela.

Zilda Souza disse...

A confiança em si próprio e o primeiro segredo do êxito.