terça-feira, novembro 17, 2015

A Igreja de Mãos dadas

Às vezes dou por mim a sonhar. A sonhar com uma Igreja de mãos dadas. Em que todos caminham juntos, embora uns tenham que ir à frente, outros atrás e outros nem sabem em que lugar vão, mas vão. E vão de mãos dadas para se auxiliarem uns aos outros. Sonho uma Igreja em que pastor e ovelhas sejam um rebanho. Sonho uma Igreja em que o padre e os leigos sejam felizes juntos, mesmo com ideias, posturas e projectos diferentes. Sonho uma Igreja em que os baptizados assumem que ser baptizado é querer um caminho e não querer ter direitos de pedir à Igreja o que quer, quando quer e como quer. Sonho uma Igreja em que o padre, embora sendo lutador no bom sentido, porque para chegar a algum lado há que fazer por isso, seja no entanto aquele que luta a favor e não aquele que luta contra. A minha Igreja desconfiada dos dias de hoje parece obrigar-nos tantas vezes a lutarmos contra em vez de lutar a favor, a andarmos na mesma estrada, mas separados, distantes e poucas vezes de mãos dadas.

7 comentários:

Paulina Ramos disse...

" A minha Igreja desconfiada dos dias de hoje parece obrigar-nos tantas vezes a lutarmos contra em vez de lutar a favor, a andarmos na mesma estrada, mas separados, distantes e poucas vezes de mãos dadas."

A tua igreja e todas as outras assumem essa postura, é mais "seguro" dessa forma.
Penso que tão cedo não chegaremos a ter a igreja que desejaríamos.

Perante a "Fúria do Papa" no Vaticano surgem comentários tais como os Papas vão e Cúria fica.

Por muito que se deseje a mudança não é simples fazê-la acontecer.

Anónimo disse...

Ontem, ao cair da noite, ultrapassei um casal de adolescentes que seguia de mãos dadas. Os seus passos eram tão vagarosos que fiquei desconfiada que a casa de um deles ficava perto.

Coruja Sábia disse...

Oi amigo. Faço tuas palavras as minhas, Todos nós leigos ou padres deveriamos ser mais unidos na igreja, graças a Deus que eu e o Sr padre Francisco somos assim, sou a ovelha e ele meu pastor, como um pai guiando um filha. Sempre quando estou com problemas peço conselhos a ele, por seu Francisco ser 37 anos mais velho do que eu, tem mais sabedoria na caminhada da vida. Bom os padres e seus paroquianos deveriam ser mais unidos dentro das suas igrejas. E o senhor amigo sendo um pastor de um grande rebanho queria tudo o que escreveu neste texto. Então que Deus te ouça e torne teu desejo realidade.

Abraço.

Anónimo disse...

e se fosse abraçados?! sem maldade, claro...

Anónimo disse...

A minha desilusão com a Igreja (não com Deus)têm-se vindo a revelar tão grande,que por vezes já me pergunto se quero continuar a fazer parte dela!
Do padre da minha paróquia só me vou lembrando que é padre porque celebra as missas.
De resto é o deserto mais completo.
As noticias que quase todos os dias me chegam arrasam com a minha vontade de lhe pertencer.
Lembro-me muitas vezes das palavras de Jesus: Se alguém escandalizar um destes pequeninos(que somos todos nós) mais valia que lhe atassem uma corda ao pescoço.
E termino perguntando, quantos dos que por aqui passam não partilham do mesmo sentimento?

Ana Melo disse...

Deus me livre! Deus me livre! Credo.

Anónimo disse...

"Desilusão com a Igreja"...
e a Desilusão da igreja connosco????
Se calhar essa parte também é para pensarmos!!!
è que muitos de nós, que estamos do outro lado dos padres, achamos que a eles tudo lhes fica mal, ou têm que estar sempre prontos para responder ás nossas necessidades, mas não paramos para pensar, que eles são pessoas como nós, que não podem fazer o que cada um se lembra de querer!!
O padre é só um, mas tem que agradar a não sei quantos paroquianos, que tem maneiras muito diferentes de ver e entender as coisas.
às vezes basta, por exemplo ao sair de uma missa e ouvir "meia dúzia de paroquianos"...
Eles não são padres só para celebrar missas, mas as pessoas ainda teimam muitas vezes em achar que sim, e se por acaso eles "tentassem" dar as mãos, que é como quem diz participar ou conviver com a comunidade, há sempre alguém a apontar o dedo,
pois como sempre "nós só vemos os algueiros nos olhos dos outros".
Continue a sonhar, pois sonhar não é proibido e quem sabe...um dia não vai ainda ter uma igreja assim de mãos dadas. Deus não dorme.