segunda-feira, novembro 11, 2013

O filho da Glória

A Glória tem um filho que a costuma acompanhar à missa, embora ainda esteja longe da idade escolar. Costuma estar sossegado e parece atento. O atento possível naquelas idades. No Domingo passado o refrão do salmo dizia “Senhor, ficarei saciado quando surgir a Vossa Glória” e, como é normal, as pessoas repetiram o refrão as vezes necessárias. No final da leitura do salmo, enquanto, no silêncio próprio da espera, a pessoa que ia ler a segunda leitura se dirigia ao ambão, o habitualmente sossegado do filho da Glória levanta-se, sobe para o banco onde estava sentado, vira-se para as pessoas que agora o viam perfeitamente, e pergunta numa voz fininha, ainda meio indefinida, mas compreensível. Porque é que hoje só dizem o nome da minha mãe e não dizem o nome das mães dos outros meninos? E sentou-se, com o sururu da assembleia a sorrir, e com a mãe a cruzar o dedo com os lábios, para fazer pouco barulho. Em casa a mãe explica, disse. E o senhor padre do altar repetiu. A mãe Glória em casa já explica.
Estou mesmo a ver qualquer dia o filho da Ressurreição a fazer o mesmo. Falamos tanto dela na Missa!

8 comentários:

Anónimo disse...

Ahahahah, o senhor padre ta divertido. Que fixe!

Imaculada Cintra disse...

Olá...sou do Brasil, moro na cidade de Franca, interior de São Paulo...Sempre acompanho seu blog e gosto muito...sou catequista... publiquei sua postagem no meu blog... veja lá!
http://imaculadacintra.blogspot.com.br/2013/11/acho-certo-as-criancas-na-missa-mesmo.html#links

Anónimo disse...

Conheço uma senhora que se chama Gloria, também muito divertida, que dizia que não conseguia estar numa missa ate ao fim porque o padre dizia: Gloria adeus... e ela ia embora.

Confessionário disse...

ahahahah... como costumam dizer os nossos irmãos brasileiros: amei!

Confessionário disse...

Obrigada, Imaculada.

Anónimo disse...

As crianças deixam-nos desconcertados.

Filha de Maria disse...

Por isso é que Jesus disse: "deixai vir a mim as criancinhas...", Ele tem um sentido de humor incrivel... (desculpe padre, mas não me contive... fez-me lembrar um pequenino que fugiu da fila a gritar: eu não quero comer, eu não quero comer... e ele só ia na fila, para ser abençoado pelo padre).

Anónimo disse...

visitei o seu blogue pela primeira vez. Gostei muito