sábado, maio 10, 2014

Como te amo, Senhor?

Às vezes chego a pensar que me amo a mim através do amor que te tenho. Que te amo na medida em que me satisfaço, em que me sinto bem, em que me trazes o que eu preciso. Isso é amar-te, não na tua medida, mas na minha. Isso é amar-me através de ti. Por isso quando está tudo bem, eu gosto imenso de ti. Quando está tudo mal, eu questiono-me de ti. Outras vezes penso que te amo na forma como faço, como cumpro, como me tranquilizo porque faço e cumpro. Isso é amar-te, não na tua medida, mas na medida do que me deves por eu fazer aquilo que faço. Por eu ser um fiel cumpridor do que me mandas. É amar-te em mim, na medida de eu fazer o que esperas. E ainda outras em que te amo no meu entender, na forma como te compreendo, como te sei. Ainda há dias um colega lembrava que nós, padres, podíamos perfeitamente falar de Deus sem acreditar nele, baseados em toda a teologia e compreensão intelectual que fizemos Dele. Isso é amar-te sem coração, na medida do que sabemos e não na medida do teu amor. Para te amar, tenho de deixar de pensar em mim, no que eu gosto ou sinto, no que eu consigo ou não, no que sei de ti ou não, mas no que me amas e porque quero estar contigo. Sim, porque amar é estar com. Tão só isso. Quero estar contigo, Senhor. E deixa-me tratar-te por tu com letra pequena, porque assim sei que estamos mais juntos, mais próximos, mais em pé de igualdade, mais tu e eu sem qualquer barreira de distância. Pois quero estar contigo, Senhor.

9 comentários:

Anónimo disse...

Que linda essa busca de intimidade com Deus. Tratá-lo de tu em letra minúscula significa ao meu ver, posicionar-se o mais próximo possível dele, assim como o fazemos com as pessoas que amamos e queremos estar próximos. Tenho aprendido que através da oração posso dar-me ao luxo de sentir-me íntima dele ao ponto de sentí-lo sentado ao meu lado, como que "batendo um papo" comigo, sobre os assuntos que minhas orações pretendem abordar. Linda e muito inspiradora a sua oração.

Anónimo disse...

Eu queria Amar-te Senhor até ao fim. Queria que o meu coração fosse um rio de Amor, para poder dar a beber a todas as pessoas que passam na minha vida. Eu creio que Te amo Senhor!... Mas sei que por vezes me amo a mim,mais do que a Ti e volto sempre ao lugar das confusões porque o meu amor não é a verdade que Tu esperas de mim. Penso que falar de Ti sem Amor é inacreditável.
Como Te amo Senhor? Com os meus pecados, as minhas fraquezas, as minhas limitações. Tudo que há em mim de maldade, injustiça pecado.
Vira-me de todos os lados para que renasça em mim, aquela luz brilhante que me dá essa força no Teu olhar de Amor. Padre confessionário, será que algum dia eu amei Cristo até às àguas mais profundas do meu coração? Até eu gostava de saber, se o meu amor por Deus é mesmo amor desinteressado ou algo de...
bjs

Anónimo disse...

Como Te Amo Senhor?

Um dia sonhei, que encontrei o Deus da minha vida.
Perguntei. Que preciso fazer para Te amar na sinceridade do meu coração e de todo o meu ser? Deus sorriu...
Ama o teu irmão. Não o olhes com ira nos olhos. Acolhe com bondade a sua pessoa os seus limites, os seus pecados. Eu rezei...
Boa tarde.

Anónimo disse...

Que belo texto,para meditar e refletir. A verdade encontra-se em todos nós. Amo a mim através do amor que te tenho. é uma realidade. Tens razão; para te amar é preciso deixar de me amar a mim, de pensar em mim, no que gosto ou sinto...
Deixa-me viver do Teu Amor. Ao Teu lado para sempre.
B.T.

Anónimo disse...

Bem!!!
Estava mesmo com a inspiracao a flor da pele.
Neste momento nem encontro as palavras certas para dizer o que realmente me tocou esta sua maneira de dizer o quanto e como ama a Deus!
Amar e estar.
Eu tambem faco parte dos que amam a Deus, e sei que ele tambem me ama, atraves das minhas fragilidades e das minhas qualidades, sejam elas quais forem.
Obrigada, realmente para terminar este dia, que para mim foi muito cheio, apesar de ter deixado em mim uma certa inquietude, foi "ouro sobre azul". Obriagada. Bjs
MM

Anónimo disse...



"Como sei que me amas, Senhor?"

Ruth Bassi disse...

Padre,
Acho que realmente, às vezes, supomos amar Deus mas estamos bem longe de Lhe ter um verdadeiro Amor, desprovido de qualquer interesse subjacente. Um Amor verdadeiro e profundo é absolutamente devotado ao ser amado. Mas, mesmo quando pensamos estar a fazer o nosso melhor, eatá sempre presente a nossa fragilidade humana. Confio, no entanto, que Deus no Seu infinito Amor terá em consideração não só as nossas atitudes mas também as que quereríamos ter e não conseguimos, apesar da nossa vontade.
Um abraço
Ruth

Anónimo disse...

Eu penso - sei - que Te amo, Senhor.
Mas por vezes é bem difícil,
porque sinto que não me entendes,
apesar de eu Te querer perceber.
Até quando assim?

Anónimo disse...



MERIAM YEHIA

Um nome a fixar.
Este escreve-se com letra grande!