terça-feira, novembro 20, 2012

O que fizeste de especial para e na Semana dos Seminários deste ano 2012?

Interrompo o género de sondagens que pretendia relacionar o que pensamos e sentimos com Deus, para fazer uma sondagem a propósito da dita Semana dos Seminários que ocorreu na semana de 11 a 18 de Novembro passado. Esta sondagem tem como objectivo avaliar a sua necessidade , a importância que lhe damos, o sentido que ela tem, a nossa real preocupação com os Seminários, caso exista. Embora a opção neste caso não precise propriamente de ser fundamentada, abrimos ao diálogo esta questão, aqui nos comentários, bem como à eventual justificação da opção escolhida.
A pergunta é: O que fizeste de especial para e na Semana dos Seminários deste ano 2012?

9 comentários:

Anónimo disse...

Falei aos jovens que acompanho acerca das vocações e da importancia que as mesmas têm na vida das pessoas.
Falei-lhes que cada vocação, desde que vivida auntentica e genuinamente, tem lugar na sociedade.
Qual a importância do padre / sacerdote na sociedade em que vivemos.
Seria possivel construir "um novo reino" sem a intervenção do padre?
Qual a importância do padre na nossa paróquia?
Perguntei-lhes se algum deles alguma vez sentiu o apelo à vida consagrada. Se algum deles sentiu a necessidade de se "doar ao outro" como padre.
Algumas brincadeiras e outros tantos disparates, no meio da algazarra natural, um deles disse de uma forma convicta, "no próximo ano vou tentar entrar no seminário diocesano",... "é o mais barato, não sei muito bem porque é que o faço, sei apenas que quero entrar... e a senhora vai ser a minha madrinha, ou já se esqueceu...".
Não sei se foi a melhor abordagem, mas gostei de os ouvir, gostei muito de os ouvir.


Anónimo disse...

Olha Padre, fiz uma oração, a tal do carpinteiro mas não consegui rezá-la nem uma vez, quando a reli a primeira vez dei-me conta que nem pregos nem martelo… apenas umas mãos cheias de nada… nem me atrevi estes dias a bater à porta da tal oficina, já não consigo dar-me com aquele cheiro de velas e gente que por ali anda triste e a oferecer mais velas…ainda consegui na 2ª feira ficar à porta e olhei para dentro e vim um jovem sentado nos últimos bancos com um terço na mão… não sei se foi das dores que tenho tido estes dias ando um pouco doente… possa pó carpinteiro… mas fiz algum barulho e o pobre do rapaz ficou a olhar para mim como quem diz... vê lá se respeitas o lugar… e lá continuou a rezar o terço enquanto eu fui à minha vida cheio de dores enquanto gritava para dentro de mim e com o carpinteiro…

Hoje fui almoçar como de costume a uma casa de pobres… na minha mesa estava outro jovem... sofre uma doença que está a paralisá-lo, já nem consegue comer com as mãos, come mas metade é quase com a boca no prato… bom… as minhas mãos a tremer levaram-lhe algumas vezes a colher à boca naqueles momentos mais difíceis… num desses momentos em que levava a colher à boca dessa alma, lembrei-me das mãos daquele jovem a desfiar aquele terço na carpintaria…
Só agora, já na cama e com menos dores, milagres do voltaren… já são já 01:14 da madrugada… só agora é que consegui soltar algumas palavras de oração… por aquele jovem do terço e por este jovem do almoço… e por muitas outras mãos que existem aos montes por essa estrada da vida…e tanta gente a precisar que lhe segurem a colher para que a comida não caia… e tanta gente a precisar de experimentar o Amor…

...sim… eu sei que a semana dos seminários já passou, mas vamos lá a ver se o carpinteiro…

vp

Anónimo disse...

Sr Padre,
Bem-haja!
Por tudo.
Acredite que a Semana dos Seminários faz toda a diferença e em muitos sentidos.
Ficam muitas sementinhas por aí espalhadas...
E nós leigos empenhados, cabe a tarefa de faze-las brotar, nas nossas familias, nos nossos alunos, nos nossos amigos.
Para além de rezar pelas vocações temos o dever de rezar pelos sacerdotes pois o "manter" a vocação nos dias de hoje não deve ser fácil.
Mas claro que o devemos fazer o ano todo !!
Esta semana serve para recarregar as pilhas - é um tratamento de choque - mas que teremos de continuar a fazer a manutenção!
Mais uma vez bem-haja! Também rezo por si.
PS- Tenho um filho no pré-seminário!

Anónimo disse...

Fizesse o que fizesse, que resolvia?!

Anónimo disse...

Nada.

Quando faço, dirijo a minha ação para alguém em particular. Regra geral, o feed back é nulo. Orgulho, desprezo, vaidade, endeusamento? (...)

Preocupam-me os marginalizados da sociedade principalmente os que se silenciam.

Adalberto Macedo disse...

NADA!!!...
Porque assim fica muito “seco”, ponho um pouco de “molho”:
Nas nossas sociedades completamente secularizadas não fica bem falar destas coisas se não for para apoiar e bater palmas …
Mais uma vez vou ser advogado do diabo. Não fica bem, mas alguém tem que o fazer! Em matéria religiosa falar de sexo, mais que obsceno é proibido. Como defendia Agostinho, a virtude está na mortificação e no ascetismo místico. Tudo deve gravitar numa orbita angelical! OK. Tudo bem! Mas de que é que estamos a falar? … homens ou anjos assexuados?
Nos seminários estuda-se Teologia e tudo o que diz respeito a Deus, ao Céu e aos Anjos mas esquece-se a biologia; evitando, isso sim, perceber o homem e as suas concomitâncias biológicas.
Em contra mão, eu proponho a contestação. Seminaristas: -soltassem o “Grito do Ipiranga”, lutem pelos vossos direito! Que os votos de : castidade, pobreza e obediência que muitas vezes não são cumpridos, nem faz muita diferença desde que não haja escândalo, por outros bastante mais importantes: ética, dignidade e humanidade.

Ruth Bassi disse...

Ola Padre, sinto-me envergonhada mas, em verdade, nao fiz nada de concreto, alem de algumas oracoes por intencao.
Mas que poderia fazer, se nao me movo num meio em que pudesse ter impacto alguma atitude?
Parece-me tambem que a Igreja nao lhe deu grande importancia. Quase nao ouvi falar no assunto.
Julgo que nao sera a semana a fazer a diferenca mas sim uma accao continuada em todo o ano.
Beijinho
Ruth

Luz disse...

Boa noite padre.
Eu esta semana, em especial,rezei pelas vocações, bem como todos os dias rezo a Deus pelos sacerdotes, catequistas e missionários...para que o Senhor os ajude a cumprir bem a sua missão.
Devemos pedir ao Senhor da messe que envie trabalhadores... pois a messe é grande e os trabalhadores são poucos. Mt 9(37-38)

Anónimo disse...

Sim, rezei e pedi a Deus que abrisse os olhos dos que continuam a querer padres formatados à maneira do passado. Pedi-lhe que ajudasse a hierarquia a ler os sinais dos tempos. Porque não acredito que o Espírito Santo esteja a dormir e não suscite vocações. O modelo actual não existiu sempre nem é eterno. Se, com prudência e humildade, se procurasse outra formatação...
CG