sexta-feira, junho 24, 2011

Que gostarias de dizer neste momento ao teu pároco?

Apresento-vos hoje uma nova sondagem que tem como objectivos avaliar e reflectir sobre a relação que temos com o nosso pároco; meditar sobre o que pensamos dele; perceber o que mais precisamos dele; entender o que ele deveria ou poderia melhorar. Ou pura e simplesmente, descobrir aquilo que lhe gostaríamos de dizer. É essa a questão: Que gostarias de dizer neste momento ao teu pároco?

Podem justificar aqui as vossas opções e razões!
Para quem não saiba, o pároco é aquele sacerdote que está à frente de uma comunidade paroquial.

31 comentários:

Maria disse...

Dir-lhe-ia que tenho muito respeito por ele, pelo seu trabalho e zelo apostólico, que se não faz mais é porque não pode, embora nem todos os paroquianos o reconheçam.
É um homem bom e um grande padre e religioso também, visto que é frade.
Maria

Anónimo disse...

Para um cristão, a alegria de o ser é o ponto do cume que o padre deveria de transmitir em cada celebração, é aqui que eu lhe diria para transmitir a todos os que assistem às homilias, de todos os outros aspectos o seu empenho é razoável. Luís Lopes

Carolina disse...

Votei no "Obrigado" porque sem ele, o acantonemento de acólitos onde nos encontramos não poderia ter sido feito.

Anónimo disse...

Gostava que ele se empenhasse mais e fosse mais próximo. Que tomasse como modelo a figura de Jesus sem fariseísmos nem beatices. Já lho disse.

Anónimo disse...

Ai conf....
O que gostaria de lhe dizer ao meu páraco?
Não posso confessar, podia ferir susceptibilidades.

Mas sem brincadeiras.
Sabes as vezes acho-o muito distante de tudo. Não se quer envolver. Parece que tem medo de ser dar. Talvez esta frase seja a mais corecta: "não tenhas medo, Ele proteje-te"

Bjtos, Alexandra

Anónimo disse...

Boa noite
No dia 23 o meu filho fez a primeira comunhão, foi uma cerimónia bonita.
As crianças ofereceram uma floa a "Maria" e convidaram-na a estar presente com eles na Eucaristia.

Após a entrega da flor, o sacerdote lamentou o facto de alguns meninos e meninas, no acto da entrega da flôr estarem mais atentos e sorridentes para a fotografia do que para o acto que estavam a realizar.

Não é dificil imaginar aquela gente a murmurar.

No final da cerimónia dirigi-me ao sacerdote e agradeci-lhe.
Gostaria de lhe ter dito algumas coisas tais como se eu fosse padre mandava sair os fotógrafos, mandava sair da frente dos meninos aquela gente toda que finge ser muito ocupada, chega atrasada de propósito apenas para ser notada.

Gostaria de ter dito aquele homem, brusco por natureza, que deveria ter sido ainda mais rigoroso.

Gostaria de lhe ter dito também que o admiro como homem lutador contra a doença, gostaria de lhe ter dito que apesar de ter um semblante sempre carregado, gosto muito dele, pela seriedade que ele transmite "na Fé".
Olhei-o nos olhos, apertei-lhe ambas as mãos, e disse-lhe somente " obrigada".

Anónimo disse...

Parabéns pela coragem de "abraçar"esta missão.E por não ter desistido mesmo quando tudo ficou sem sentido.A opção foi:outra.Gostaria de dizer isso aos meus padres por aqui e pra você também.E assim como tive oportunidade de dizer(escrever)pra você-" sobre ",espero ter a oportunidade de dizer isso à eles também.Abraço.
LUZ.

Anónimo disse...

Dizer obrigada, respeito-o muito, e por aí fora é fácil e eles gostam. Não precisam dos comentários. Agora dizer que muita coisa não vai bem e que é preciso mais trabalho, mais dádiva isso é outra conversa. Os párocos de aldeia são em regra acessíveis e bons pastores. Alguns desdobram-se entre várias paróquias com boa vontade; os das cidades são elitistas e completamente inacessíveis sem terem sequer a humildade de o reconhecer.

Anónimo disse...

Olá,
Gostaria de agradecer todo o seu empenho.
Gostaria de lhe dizer tantas coisas, mas não consigo.

Obrigada padre!!!

Anónimo disse...

Hoje(dia 25) houve missa cá na aldeia. No final, em nome desta pequena comunidade, agradeci ao nosso pároco todo o seu trabalho e empenho; disse-lhe que, apesar de não sermos os paroquianos perfeitos, gostamos muito dele e desejamos-lhe muita força para continuar a sua missão. É o seu 7º aniversário sacerdotal...
Penso que é importante os sacerdotes sentirem-se amados pelas suas comunidades.
Ana

Anónimo disse...

Gostava de dizer ao padre da minha paróquia que utilizasse no acolhimento e evangelização parte do tempo que gasta a dar graxa aos sapatos (brilham como um espelho). Ou será que não é ele que os engraxa?

Teresa disse...

Porquê todo este silêncio em torno do livro do Padre Motard? Não acham pertinentes as questões que ele levanta? Não mereceria uma ampla discussão? Ou haverá receio de desagradar à hierarquia?

Anónimo disse...

Olá
Tereza,
Não tive ainda acesso ao livro escrito pelo padre José Fernando Lambelho, na zona onde moro não está disponivel, pelo que pude apurar só mesmo no continente, mas tenho imensa curiosidade em lê-lo.
Conheci o padre pessoalmente, a minha opinião é que ele é uma pessoa muito interessante, inovadora, as celebrações a que ele presidia não eram monótonas, antes pelo contrário, até me atreveria a dizer cheias da presença do Espirito Santo.
Se já leu o livro e se puder partilhar alguma informação agradeço.

Cris disse...

Incrível este blog. Não tenho proximidade com meu pároco e não gostaria de dizer-lhe nada. Mas a ti, é provável que sim. Tenho certeza que acompanhar estes texto me ajudará bastante.

Anónimo disse...

Gostava de lhe dizer que podia ser melhor pastor. Não sabe nem quer saber quem são as ovelhas. Entra e sai pela porta do lado não vá alguém incomodá-lo. A igreja não segue Jesus na humildade, justiça, misericórdia e despojamento.

D. R. disse...

Eheh.. Pelos vistos não sou a única.. Opção escolhida: "Admiro-o muito".

Não tenho grande explicação para isto. O pároco da minha paróquia, ao longo de 9 anos, deu provas de grande valor, de bastante dedicação (mas nisso, não é perfeito, há que reconhecer). Ultimamente, talvez por toda a minha revolução interior, e por ter descoberto mais sobre a minha relação com Deus... tem-se tornado um grande amigo, um grande ouvinte e conselheiro. Admiro-o muito. Nem mais, nem menos. Não há pessoas perfeitas, mas há quem dê tudo de si. E há quem tenha sorte por ter um pároco assim... :) (ui.. se ele lesse isto... matava-me) ;)

Temos de reconhecer que muitos párocos são criticados, mas eles dão muito de si. Para nós.

D. R. disse...

Muito bonito o testemunho do Anónimo de 25 de Junho, 00:49

Anónimo disse...

"Temos de reconhecer que muitos párocos são criticados, mas eles dão muito de si. Para nós."

Mas dão o quê? Concretizem. Dão os sacramentos, e só às vezes, assumam. Há excepções e essas devem ser estimadas.

Silvia disse...

Votei no "Obrigado", esperando que nunca mude, mesmo que vá ser afastado de nós.

Anónimo disse...

Gostaria de dizer-lhe:
Leia Jean Meslier

Anónimo disse...

Votei no "seja mais coerente" porque, muito embora meu pároco seja um bom Padre, trabalhador, conselheiro e presente nas atividades da igreja, ele incorre em algumas incoerrencias, por exemplo, prega que dentro dos grupos de trabalho não deve existir "panelinhas" ou seja "grupinhos", no entanto ele é o primeiro a usar deste tipo de atitude. Prega que todos são iguais dentro da igreja, muitas vezes ele usa dois pesos e duas medidas para poder beneficiar(prestigiar) os seus. Prega o despojamento e a simplicidade, no entanto é extremamente vaidoso, gosta de ser reconhecido e elogiado. Por essas e outras é que escolho a questão da coerrencia.

Will disse...

Diria o que ele de fato é: um verdadeiro sinal de Deus para toda a comunidade! Que hoje sei que foi verdadeiro instrumento de Nosso Senhor para me tirar da morte do mundo e me apresentar o que é realmente a Vida. Para mim, particularmente, é o que ele foi nos meus momentos mais difíceis, e continua sendo como meu amigo, além de "diretor". Metade disso eu já lhe disse, a outra parte me parece muita pieguice.

William Azevedo Rodrigues

Anónimo disse...

Filha de Maria s/ login;

Não votei!

Queria dizer-lhe muita coisa, puxar-lhe a orelha uma ou outra vez... mas se calhar ele também terá vontade de me fazer o mesmo, eheheh... por isso, agradeço a N. Senhor o Sim que ele LHE deu.

Anónimo disse...

Também sou padre. Tenho qualidades e defitos como toda agente. Procuro dar o meu melhor. A comunidade também faz o padre. E quando nos sentimos apoiados, trabalhamos mais, com mais alegria. Há de facto pessoas que nos apoiam muito, que são "a nossa familia". Obrigado a essas almas santas!

Anónimo disse...

Revº Padre,
não o conheço nem da Paróquia de Vª Revª sou.
Mas o que lhe desejo é que seja SANTO. Sim, desejo que seja um santo Sacerdote.
Um alter Christus.
Reze com os fiéis e recomende vivamente a rezar o Terço.
"Ofereço-lhe ainda, muitas horas no confessionário, mais ainda e de joelhos, no Sacrário. E todo o sofrimento de V. Revª configurado com Cristo e Nossa Mãe Santíssima".

Peço-lhe, pelo tempo que lhe dediquei neste texto e santas intenções que reze uma Avé Maria por mim.

Rui Azevedo Machado

Anónimo disse...

Olá,
Verdadeiro, lindo o comentário do anónimo de 1 de Julho, 11:33.
Faz-me lembrar aquela frase que diz "O homem é ele mesmo as circunstâncias e os circundantes".
Obrigada pelas palavras, agradeço a todos os padres anónimos que trabalham com empenho.
Bem hajam.

Jose Tomaz Mello Breyner disse...

O nosso Pároco ( Estoril ) está de saída. O que lhe gostaria de dizer? Obrigado por tudo o que fez por nós, seus paroquianos, por tudo o que fez pela nossa Paróquia, e desejar-lhe a melhor sorte no seu próximo "posto"

Tenho a certeza que Deus nos enviará um substituto à altura, como tem sido sempre norma.

LIVIA disse...

EU SO TENHO A AGRADECER AO TRABALHO E DEDICAÇAO Q MEU PAROCO TEM PELA COMUNIDADE, PELA PAROQUIA E PELA RADIO Q ADMINISTRA. TB AGRADEÇO MTO POR TUDO Q ELE FEZ E FAZ POR MIM, PELO MEU TRABALHO E COMO ATRAVES DELE, MINHA VIDA VAI CRESCENDO CADA VEZ MAIS, TANTO RELIGIOSA QTO NO TRABALHO. ELE É UM EXEMPLO DE COMO TUDO SE TRANSFORMA, SE UNE, CRESCE, VALORIZA, CRIA RAIZES FORTES E GALHOS ESTRONDOSOS C FLORES MAGNIFICAS. ELE É MEU IDOLO, MEU AMIGO ESPECIAL.

D. R. disse...

Querido Anónimo do dia 29 de Junho, às 19:02,

Até consigo compreender nem todas as pessoas conhecem bons párocos... Mas não podemos generalizar... ok? :)

Beijinho.

Anónimo disse...

italia, a «religião da paz» destruiu a estatua de santo patrono.

Anónimo disse...

Gostava de lhe dizer que é uma luz na nossa terra, e que a sua vida consagrada a DEus vale a pena...que não se arrependa de ser sacerdote e que rezo sempre por ele.