sexta-feira, maio 19, 2017

Não sou daqui [poema 144]

Sou emigrante nesta terra emprestada
Refugiado da vida que me foi dada
Vivo escondido por detrás das coisas
Nas orlas do que acontece em mim
Vivo martírios em segredo no fim
Esse local perdido onde tu poisas.

9 comentários:

Anónimo disse...

Assim, muito bem ditas as palavras,mais uma delas que estabelece nas nossas mente. Ch M.

Anónimo disse...

Belas palavras, belo poema
Que pena que pouca gente possa ler, e apreciar.
Bj

Confessionário disse...

19 maio, 2017 16:58

Eu não me importo que seja partilhado, salvaguardando a devida autoria e o devido "anonimato" (lol)

Anónimo disse...

Ah..Ok.
Ainda bem
Bj

Anónimo disse...

Ola, Confessionário, até já guardei na mente algumas de suas poesias, tu és iluminado por Deus, que memoria tens. ChM.

Anónimo disse...

sou prisioneira do silencio que ha em mim.
fecho-me no quarto sozinha...
a escuridao nao me assusta,mora comigo!
nao quero ver nem ouvir ninguem...
estou tranquila no silencio fechado...
procuro forças,algum motivo que me faça sair do silencio...
naao sei quem sou neste momento.
deixei de ter o meu sorriso...
deixei de viver..
espero deitada no vazio pela minha hora...
Deus mantem-se em silencio
nao escuto.
.nao o sinto
nao o veejo
tera sentido tudo isto?
nem sei...nem quero saber....
so quero o silencio em mim....

Anónimo disse...

Sonhe com aquilo que você quer ser,
porque você possui apenas uma vida
e nela só se tem uma chance
de fazer aquilo que quer.

Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
Dificuldades para fazê-la forte.
Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz.

As pessoas mais felizes não têm as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor das oportunidades
que aparecem em seus caminhos.

A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam
Para aqueles que buscam e tentam sempre.
E para aqueles que reconhecem
a importância das pessoas que passaram por suas vidas.

(Clarice Lispector)

Anónimo disse...

viver me sufoca
respirar sufoca aindda mais
dormir deixa meu corpo doriddo
nao quero viver nem respirar
nao quero saber se chove ou faz sol
so quero silencio e paz

Anónimo disse...

É isso que sinto, ainda disfarço muito no trabalha. CH M