sábado, maio 09, 2009

Quinze maçãs especiais

A ti Maria é uma figura ímpar. Usa, como bom costume, o preto. Lenço na cabeça. Rugas na face. Sobrolho em riste. Poucos dentes. Lembra um filme de Manoel de Oliveira, mas em género comédia. Tem atitudes engraçadas, que lhe são sempre perdoadas, pela figura. Trabalha imenso no campo, na sua horta de passatempo. Macieiras, oliveiras, couves, batatas, cenouras, tomates. Com as pitas e os recos. Passa por lá grande parte do tempo, que a vida está difícil e precisa estar ocupada para evitar pensamentos vãos ou pouco saudáveis. É generosa. Cultiva para si e para dar. Partilha o que tem e o que não tem. Por isso bateu-me à porta com um saco na mão. Não eram mais que umas quinze maçãs que o peso da idade não suporta facilmente o peso de muitas maças. Mas a generosidade suporta quinze maças. Digamos antes umas maçãzitas que, confirmei depois, possuíam uns sinais acastanhados da idade e do prazo. Senhor padre, trago-lhe este saquito. Não é muito, mas é de bom grado. Estava para as levar para os porcos, mas depois lembrei-me do senhor, e trago-lhas aqui com muita amizade. Aceitei-as com a mesma amizade, porque é importante para o cristão saber receber e aceitar. Mas fi-lo à pressa, para ter o tempo necessário de me conter. Contive-me até fechar a porta e depois desatei às gargalhadas sozinho. Sim senhora, a consideração era tão genuína como castiça. Estava para as levar para os porcos, mas depois lembrei-me do senhor.

26 comentários:

CJovem disse...

Isto tá difícil de analisar, mas... pode ser isto:
Ela "Estava para as levar para os porcos" mas, de repente, lembrou-se que o padre era mais digno de as comer ou de lhe dar um destino.
Além disso era importante que o padre pusesse a 'tão nobre' acção na conta da sua generosidade.

elsa nyny disse...

Eu também ri ahahaha!!
esta está de mais!
Não lhe leves a mal (sei que não) ...ela no fundo não queria dizer bem isso ahahahah
bjtsss

Teodora disse...

e se fosse uma rapariga, aproximadamente da sua idade, a oferecer-lhe cinca maçãs de excelente qualidade. o que pensaria de tal acto? o que pensaria dela? que sensação teria?

Canela disse...

Bom... ele há dias, em que dizemos o que não sabemos, nem sabemos o que dizemos...

E ... então... sabe como é Sr. Pe....nem tudo o que brilha é ouro, e, nem tudo o que não brilha é menos mau...

Deu para rir, sim senhora...

Tire uma receita da net; Tarte de maçã vinha mesmo a calhar (sem canela, oh! Se faz favor!)

Luisinha disse...

Bem... Depois de estar "presa" numa favela pela chuva, a ver que os planos de saída vão literalmente "por água abaixo", e ainda não ter jantado... Foi ótimo poder rir um bocado!! Que saudades das "ti Marias" do meu país... é uma geração que se está a perder, infelizmente. Admiro muito o carinho dela e a sinceridade com que o fez! Com a tua descrição parecia que estava lá a ver a cena... eheheheh

Já não é a primeira vez que digo isto: obrigada!
Por isso gosto de ler o que tens para contar.

Paz e bem
Luisinha

Anónimo disse...

Padre agradeça mas não se fie! Nem sempre as pessoas são tão ingénuas como o padre, na sua caridade cristã, pensa!! Na realidade há, de facto maçãs podres, e na oferta, elas podem ser mesmo podres! Essa oferta pode ter segundas intenções mesmo vindo de quem vem! As pessoas, mesmo as mais humildes, as mais ingénuas, as mais simples, têm todas elas, é inerente à condição humana, maldade, ainda que seja uma intenção recalcada e oculta, é uma intenção! Essa oferta que pode parecer ingénua e divertida, tem sempre uma intenção profunda, ainda que a própria não a tenha consciente! A ingénuidade é uma defesa ou um disfraçe!

concha disse...

Já agora, uma pergunta indiscreta...Que tal lhe souberam as maçãs?...:)
Um abraço

Alma peregrina disse...

LOLOLOLOL!!!

Confessionário, não fique desmoralizado. Essa frase, pelo contrário, denota que a sua missão está a ser bem-sucedida na sua paróquia. Essa senhora já tem maturidade bíblica suficiente para se recordar disto:

"Não lanceis aos cães as coisas santas, não atireis aos porcos as vossas pérolas, para que não as calquem com os seus pés, e, voltando-se contra vós, vos despedacem."
Mt 7:6

:)

Pax Christi

Antonio Valerio, sj disse...

Muito boa história! :) As pessoas simples são mesmo espontâneas, e trazem coisas com as quais aprendemos muito, e que nos fazem muito bem dispostos. Boa semana!

obidence disse...

e estranho mas na vida acontecem coisas estranhas , ate na vida de um padre, fez bem aceitar mas deu-lhe vontade de rir , como a mim tambem me deu , e conserteza que lhe perdou , ela nao disse por mal. um abraco

Anónimo disse...

por incrivel que pareça
cada um dá o que tem...
o que conta é a intençao e ponto final.
ó sr. padre nao seja exigente,
quando chegar á idade da sra.quem sabe se fará pior que ela.

paz e bem...

Alecrim disse...

Também eu me fartei de rir, aqui quase sozinha, apenas com a minha gata a olhar para mim...

Anónimo disse...

Pelo menos não são transgénicas, como as que compramos no supermercado! Que lhe façam bom proveito. Eu só não me canditato a uma delas porque vivo longe...:))) Olha a sorte, hein:)))

"Felizes os pobres e puros do coração..."

Um abraço! Boa semana

profpardal disse...

AHAHAHAHAHAHA!

Convenhamos que teve um gesto carinhoso!

Tenho muitas crianças lá na escola que comiam essas maçãs de bom grado! Passam tanta fominha!

mi disse...

:)))
há pessoas fantásticas que são desajeitadas a falar, mas têm muitos outros dons!

Anónimo disse...

A simplicidade dos gestos, das palavras e das acções são cada vez menos. Ao ler este relato só imaginava o amor que teve por trás. Se era uma grande ou pequena oferta não importa pois não? O que importa é ter sido uma oferta, com tudo o que está implicito. Ter pensado em si e te-lo feito dando, não importa o quê.
Gostei deste relato do amor ao próximo, repleto de risos. Quantas coisas na vida nos fazem rir assim?
Continuação de uma Boa Missão

Maria Oliveira

profpardal disse...

Oi!
Irei fazer o caminho de Santiago e gostaria que me fizessem a benção do peregrino. Conheces algum padre Peregrino em portugal?

Anónimo disse...

Vinha só pedir ao Sr.Padre que passasse a palavra acerca da lei dos poços, fossas e afins, porque o nosso governo atribuiu multas entre os 25.000 e os 37.500€ a quem não cumprir o registo de todos os recursos hídricos (TODOS mesmo) mas não se preocupou em publicitar a medida! Isto é gravíssimo num país de idosos e analfabetos, pois sabem ir ter com eles para lhes exigir o dinheiro das multas mas não para evitar que fiquem condenados a pagá-las! Eu soube disto apenas pelo programa da Sic "Nós por cá" e apelo a toda a gente que vá ver e se informe, pois foram criadas ARHs (administrações de regiões hidrográficas) que pretendem fazer um inventário de todos os pontos de água do país, poços, fossas, tudo e mais alguma coisa!
E os formulários são muito complicados de preencher, por isso há que saber disto a tempo, porque o prazo deste recenseamento era para acabar já no próximo dia 31 deste mês de maio de 2009, só que felizmente alguém reparou que ainda ninguém tinha tido conhecimento desta lei de 2007 e seria OBSCENO desatarem a cobrar as multas elevadíssimas, por isso o novo prazo é daqui a um ano, portanto 31 de Maio de 2010, mas mesmo assim é muito pouco tempo para a quantidade de trâmites que é preciso fazer!!!!!!
Se o senhor Padre falar disto nas suas missas pode fazer chegar esta informação a quem dela precisa, o país real e rural em que quase toda a gente tem um poço pelo menos! E se falar com os seus colegas padres de outras paróquias eles poderão fazer o mesmo, por favor, passe esta palavra, pois é profundamente imoral o que o governo fez ao não informar a população e sujeitá-la ao pagamento de uma quantia que de certeza nunca tiveram nem terão na vida toda!!!!
Ajude as pessoas, avise toda a gente, eu já faço a minha parte como cidadã anónima e agradeço aos jornalistas do Nós por cá, senão nem faria ideia de uma coisa destas!

Confessionário disse...

profpardal, talvez seja melhor procurares um padre ai por perto. Qualquer um, desde que tenha disponibilidade e vontade para o fazer, o pode com o auxílio dos livros das bençãos.

Abraços

Anónimo disse...

A Ti Trofina fazia 4 a 5km a pé de sua casa à minha... às vezes lá arranjava a boleia de uma moça vizinha, disponível para lhe poupar os passos... trazia um cesto, muito tapadinho com um pano de cozinha muito bem aprumado... lá dentro vinham, ora umas laranjas do quintal dela, ora umas filhós que ela mesma fazia... As laranjas eram invariavelmente amargas e as filhós... só o aspecto me faziam perder a vontade de as trincar... Devo dizer que depois de uma primeira trincadela nunca mais pus uma filhós daquelas à boca. Mas sempre que a Ti Trofina me perguntava: «então, sr. padre, as filhós estavam boas?», eu sempre lhe respondi: «Muito boas!». E a Ti Trofina gabava-se a toda a gente que o sr. prior gostava das filhós dela. Sentia-se mais feliz só por saber isso. Uma santa mulher. E eu... mais pecador por mentir daquela maneira, e mais ainda, por me rir à socapa com quem sabia da história...

Afinal... não é o gesto (a intenção) que conta?

Maria João disse...

Lool!!!! Como é importante ler o que está por detrás das palavras e das acções! :)

beijos

profpardal disse...

A minha vieira já está benzida, mas porque é que não faz uma benção virtual?

Confessionário disse...

Deus te abençoe, profpardal, a ti e aos que te acompanharem nesta peregrinação!
Que Jesus Caminho seja o teu caminho!
Que Jesus Verdade seja a tua verdade, e que Jesus Vida seja a tua vida!
amén

Luisinha disse...

Queria dizer ao padre anónimo que quando se peca para fazer os outros felizes sem causar mal a outros ou a si mesmo, o pecado fica automaticamente dissolvido porque entramos intencionalmente na mentira para tornar mais feliz ao próximo valorizando o que faz, as suas intenções e esforços em nos agradar de coração.
Será que disse alguma asneira?! É que analisando a coisa cá dentro sai-me disto... :)
Bem, como se tem falado que a intenção é que conta, a minha também foi boa! eheheh

Paz e Bem
Luisinha

Anónimo disse...

olá!!! o caso é caricato, mas tb tem uma outra prespectiva. A maneira como descreveu a situação talvez a duas coisas mais queridas que a senhora tenha na vida sejam: os Porcos... e o senhor Padre..
Abraço
"Vale a pena pensar nisto".

Anónimo disse...


Hahaha ….(O anónimo de 10 Maio, 2009 13:48 deve ter comido alguma maçã estragada! ). Não vou dizer nada do que estou a pensar, porque iria a sua censura é firme. O Sr padre é um um bocado castrador… veja lá isso.