quarta-feira, dezembro 02, 2015

Porque sim [poema 84]

Preparou a criação porque sim
Como a rosa nasce sem saber porquê
Já antes viera porque veio a mim
Como a onda vem e torna a vir

Preparou tudo desigual a si
Que é tudo e por um tudo é
Amou primeiro sem que eu fosse
Amou segundo sem que eu seja
Amará depois sem que eu queira

Preparou-se para mim
Tão só porque sim

2 comentários:

Paulina Ramos disse...

Belo, muito belo!!!
Porquê, porque sim.

"Preparou tudo desigual a si
Que é tudo e por um tudo é"
Igual a nós mas diferente na sua Essência divina, será isso?

"Preparou-se para mim
Tão só porque sim"
Gostei tanto deste final.

Coruja Sábia disse...

Em homenagem ao teu poema ''Dedicatória'', um dos meus preferidos, fiz uma versão alternativa dentro dele. Lembro que ficou guardado dentro de uma gaveta e só agora encontrei. Então vou compartilhar aqui com todos. Inclusive ao amigo.

Em ti (Dedicatória)

Em ti vaso de barro
Deus moldou um menino
Depois cresceu um homem
Condecorado do mais nobre linho.

Em ti as pessoas encontram um amigo
Tu és o auxílio dos caminhantes perdidos
A sabedoria é tua única morada
Teu corpo é exílio do Santo Espírito.

Em ti o criador põe tua mão
Derramando toda sua nobre razão
Leva teu rebanho para casa
Guia tuas ovelhas até a alvorada.

E quando em ti houver solidão
Lembre-se destes versos então
Preencha teu peito de alegria
Se assim for te livrar da agonia.

A casa em ruínas
Sempre estará aberta para sua visita
As escadas estão limpas
As chaves na soleira da porta
Janelas abertas com as bordas tortas
Junto a uma velha amiga, sua doce sabedoria.