terça-feira, setembro 27, 2011

um Instante

Uma lágrima. Duas lágrimas. Três lágrimas. Conto-as enchendo os olhos. Deixo de as contar enchendo o coração. Enchem-me todo por dentro. Prendem-me. E solto-as em liberdade. Deixo-as ir, rua abaixo. As ruas das minhas paróquias e dos que amo. As ruas dos que me fizeram feliz e dos que me fizeram sentir que vale a pena ser padre. Em dois meses percebi o que foram onze anos. Tudo passa num instante. Mas é o instante de Deus. É a Ele que agradeço tudo. É a Ele que devo tudo. E àqueles que aprendi a amar e a nunca esquecer.
(...)

13 comentários:

"Maria" disse...

Olá, querido sacerdote.
Tenho lido com muito carinho seus textos que atravessaram mais uma vez o belo e misterioso oceano e alcançaram as terras de meu Brasil, vindas de Portugal.
Encontrei tão precioso tesouro ao buscar nas "águas" frias da internet palavras de consolo para dúvidas tão doidas e encontrei em sua sabedoria e de outros penitentes um pouco de paz para meu coração de pobre fiel.
Quando li seu último texto, falando da visita de seu bispo, logo imaginei que a notícia seria a mesma que ouvi recentemente de um amigo padre. Mudam os continentes, mas a visita de um bispo a um padre me parece ter sempre o mesmo significado.
Estive recentemente em seu país, após a JMJ de Madrid, na companhia deste meu amigo padre que, como o sr, ainda traz nos olhos e no coração as lágrimas da partida forçada, cumprida apenas pelo juramento de obediência.
Ele que jogou com tanto amor sementes de belas flores em minha paróquia, agora assiste impotente o novo pároco arrancar-lhes as raízes.
Que Deus ilumine seus passos de volta a estrada, que Nossa Senhora lhe envolva nos braços da mãe que consola o filho. Mas não se esqueça de seu antigo rebanho.
Nós que somos deixados para trás, nunca, por melhor que seja o novo pastor, nos esquecemos daqueles que fizeram de nossas vidas o melhor e maior de seus sonhos.
Vá em paz.

Anónimo disse...

Olá conf!

Roubei-as, são para ti.

" a gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar..."
"tu te tornas internamente responsavel por aquilo que cativas"
"se queres compreender a palavra felecidade, entende-a como recompença e não como um fim"

Imagina uma nova historia na tua vida, acredita nela. Um beijinho. Alexandra

Filha de Maria disse...

Amiguito;

(permita-me a ousadia de o tratar assim)

Como S. Paulo dizia: "fiz-me tudo para todos" - creio que ser padre será isso mesmo, criar comunidade, comunhão e depois partir e voltar a fazer de novo...

Não ajudam nada as minhas palavras, bem sei... também ando aqui ás voltas com algumas mudanças. Gostava eu de estar numa comunidade assim, como a sua!

Apenas um conselho de alguém que já não sabe o que diz, ou que... apenas, não diz o que sabe! Não esqueça esses "amigos"!

Beijinho fraterno

Maria Zete disse...

Querido Padre.

Percebo por seu texto que o senhor está deixando sua Paróquia, é assim? Imagino que deve ser muito doloroso para uma padre deixar seu paroquianos, sua Paróquia, especialmente quando passa tanto tempo na mesma. Criam-se laços, laços de amizade, laços que nem o tempo nem a distância conseguirão quebrar. Padre, tudo o que seus fieis receberam do senhor, vai está para sempre em seus corações. Pense que em outra Paróquia, outras almas serão conquistadas para a construção do Reino de Deus. Pense que muitas outras pessoas certamente estão a precisar do seu amor, da sua amizade, da sua presença em suas vidas. Que Deus continue lhe abençoando, que onde quer que o senhor vá, seja sempre bem acolhido e que as pessoas vejam no senhor o semblante do próprio Cristo. Fique em Paz, fique bem.

Maria disse...

Olá Senhor Padre,
texto muito bonito e comovente. Vem do fundo da alma e deixa transparecer muita bondade e muito amor a Deus e ao próximo.
Que Deus o abençoe,
beijinho
Maria

Anónimo disse...

Compreendo essas lágrimas. Já chorei mts lágrimas pela partida de padres na minha paróquia..de um.. de dois...de tres... agora decidi que o mais fácil é nem fazer amizade com mais nenhum e manter uma certa distancia. Padres veem e vão cada vez com mais velocidade. Um olá bom dia ou boa tarde chega para não me importar mais se vai ou se fica.

Mafalda disse...

Querido Padre,
Aqui vai uma oração que deixei num blog que «alimento» com um grupo de amigas.É linda e espero que o conforte.Escrita pelo P.Tolentino Mendonça, ei-la:«Obrigado, Senhor, pelos amigos que nos deste. Os amigos que nos fazem sentir amados sem porquê. Que têm o jeito especial de nos fazer sorrir. Que sabem tudo de nós, perguntando pouco. Que conhecem o segredo das pequenas coisas que nos deixam felizes. Obrigado, Senhor, por essas e esses, sem os quais, caminhar pela vida não seria o mesmo. Que nos aguentam quando o mundo parece um sítio incerto. Que nos incitam à coragem só com a sua presença. Que nos surpreendem, de propósito, porque acham mal tanta rotina. Que nos dão a ver um outro lado das coisas, um lado fantástico, diga-se.Obrigado pelos amigos incondicionais. Que discordam de nós permanecendo connosco. Que esperam o tempo que for preciso. Que perdoam antes das desculpas. Essas e esses são os irmãos que escolhemos. Os que colocas a nosso lado para nos devolverem a luz aérea da alegria. Os que trazem, até nós, o imprevisível do teu coração, Senhor".
Quando quiser, dê um salto ao nosso blog.Pode ser que goste :http://gafeastercas.blogspot.com/

Um abraço grande
Mafalda

Ailime disse...

Sr.Pe.,
Há instantes que valem por uma vida inteira.
Instantes que nos marcam e que são determinantes nas nossas vidas (mesmo que por entre lágrimas).
Que a paz do Senhor continue a envolvê-lo.
Ailime

Rosa disse...

Sinto profundamente todo o Seu sentir,todas as Suas lágrimas ,porque passei neste momento por essa mesma situação,(até fiz na altura aqui um pequeno comentário) o Pároco da minha Paróquia foi embora, ele estava numa tristeza profunda e nós também ,já não falando nos jovens.Acho muito mal,muito mal mesmo, além de servirem a Deus ,são humanos como nós com sentimentos.
Eu estou muito triste,triste mesmo.coragem ,força e continue aqui ...Jesus Cristo o vai ajudar a superar, a conhecer, e amar outras pessoas

Confessionário disse...

Obrigado,amigos, por todas as palavras amigas.
Eu estou disponível para aceitar os desígnios de Deus.

Nos últimos dias o meu blogue aparecia no google como tendo vírus. Não sei se deram conta. Mas neste momento, depois de efectuar algumas coisas que a google pedia, já esta tudo bem...

Rosa disse...

Várias vezes quis aceder ao blog e não foi possível,agora sim está bem tudo bem.
Desejo-lhe as maiores felicidades e que a vinha do Senhor, que Lhe for destinada seja de um campo fértil e que dê muito fruto.
Acredite à sempre pessoas que nos marcam e apesar da distância permanecem na alma da gente para todo o sempre.
Bem Haja

Anónimo disse...

Ainda bem que encontrei este blog e dentro dele quero deixar algumas poucas palavras que muitas vezes pensei em nem dizer, mas por fim tomei coragem. É neste recanto que encontro-me à disfarçar um sentimento que guardo ha anos. Não sei quem é o autor do mesmo, mas esta de parabéns, sei que não é só eu que aqui entra e resenha sempre algo. Por saber que muitos podem um dia observar o que muitos de nós escrevemos. Que por sinal é praticamente um local de algumas palestras, desabafo e mensagens de ânimo. Sabemos que depois da existência da mídia nem tudo é distancia. Mas o que desejo realmente neste momento que a paz espiritual esteja com o autor e entre todos que participam deste campo. E neste momento quero desejar também uma montanha imensa de vida à um pároco que hoje colhe nas campinas de sua majestosa vida um fruto vindouro da sua existência diante dos homens e de DEUS. Que receba de Deus todos os presente do Universo que merece. Já é meio século. Parabéns!!! Saúde, Sucesso e Sorte.!!! Hoje tu és um ASTRO. Altamente Seguro Tens Rios de Orações. Pelas comunidades e nas constelações do DIVINO. Continue sendo forte e firme no que faz em qualquer atividade.

Anónimo disse...

21 de MARCO, JAMAIS ESQUECEREI DESTA DATA....