quinta-feira, julho 17, 2014

Como se põe toda a gente a rezar

Não há palavras como as que são ditas em oração. Não há diálogo mais cheio de amor do que aquele que é feito com Aquele que mais nos ama, Deus. Por isso a força da oração é das maiores forças do mundo, porque é a força do amor presente nas palavras. Assim sendo, um padre deve arranjar o maior número de estratagemas, salvo seja, para colocar os seus paroquianos a rezar. Claro que a oração para ser genuína tem de brotar do nosso coração e ser nossa, mas não custa nada dar-lhe um empurrão.
Ora, na semana passada saí uns dias para descansar e para fazer uma viagem fora de Portugal. No final da missa da paróquia ocorreu-me por toda a minha gente a rezar. Como sabeis, o vosso pároco vai sair uns dias em viagem. Queria pedir encarecida e carinhosamente a vossa oração. Assim, aqueles que querem que eu regresse, que rezem para que eu volte são e salvo. Aqueles que, porventura não desejem que eu regresse, que rezem também para que o Senhor Deus lhes faça o favor almejado. Não vos vou contar nem os que se riram nem as risadas que se ouviram. Vou apenas contar-vos que fiquei convencido que convencera toda a minha gente a rezar. Ou que pelo menos lhes ensinara que se pode rezar para pedir algo bom ou algo muito bom, entendam-me. Vá, verdade verdadinha, há muita gente por aí a rezar para que a vida da vizinha tenha muitos acidentes de percurso. Eu sei. Mas agora quero apenas rir-me. Ainda hoje à tarde me ri quando uma senhora me veio assegurar que rezara por mim e eu não resisti a perguntar-lhe se rezara para que eu regressasse ou para que não regressasse.

9 comentários:

Claudia disse...

E quando não se consegue rezar, nem agradecer pelo tanto que nos é concedido? Eu não consigo rezar e sinto uma angustia tão grande...

JS disse...

Caramba, Confessionário: mais um pouco e convencias toda a gente a ler o livro de Joel... :)

JS disse...

Claro que interessaria chegar a um outro patamar: que todos rezassem para que a vontade de Deus se cumpra a teu respeito. E que ela possa ser verdadeiramente discernida e acolhida por ti próprio, pelos teus paroquianos e pelo teu bispo...

Anónimo disse...


A propósito de oração (e de meditação), se ainda não leram, experimentem ler um livro chamado: "Relatos de um Peregrino Russo ao seu Pai Espiritual". Vale a pena.

Anónimo disse...


Esse livro, de que falei, trata precisamente da "oração do coração". Mais um empurrãozinho...

Anónimo disse...

"aqueles que querem que eu regresse, que rezem para que eu volte são e salvo. Aqueles que, porventura não desejem que eu regresse, que rezem também para que o Senhor Deus lhes faça o favor almejado."
Esta merece nota máxima.
Você pôs os seus paroquianos a rezar de qualquer forma, eu fui menos inteligente, mais modesta, pus os meus catequizandos a rezar para que o grupo não me seja atribuído no próximo ano.

Anónimo disse...

Este padre lembra-se de cada uma!!!
Pode não ter posto toda a gente a rezar, mas a rir deve ter posto!

Ruth Bassi disse...

Caro Padre,
A tua imaginação é inesgotável. Terás posto, provavelmente, muitos a pensar na legitimidade de orar contra
ti. Mas é, sem dúvida, uma maneira divertida e vanguardista de lançar
a "semente".
Abraço

Ruth

Anónimo disse...

Eu não rezo. Deus sabe das minhas necessidades. Além disso não deve gostar de gente que mete cunhas.
Que ideia!?