domingo, setembro 06, 2009

O motor

Mora sozinha numa casa de pedra e a sua idade gastou-se com o tempo, como as pedras. Pequena, curvada, de lenço preto na cabeça. Mas nem a idade nem a aparência a impedem de ainda fazer uns trabalhos na quinta.
Foi com essa genica que veio ao meu encontro antes da missa. Padre, peça pelo meu motor na missa. Eu não entendi e perguntei o que pretendia. Respondeu que queria colocar nas intenções da missa o seu motor. Nem imaginem a contenção do meu riso despregado. Expliquei que não era um pedido comum. Continuou. O malandro, não tem funcionado. Por isso peço ao senhor que faça com que ele funcione. Respondi que o que ele precisava não era da missa, mas do mecânico. Que o levasse a compor. Disse que já o tinha feito e que nada. Trabalhou apenas uns dois dias. Então que comprasse um novo ou que o levasse de novo ao mecânico. Que não. Que era muito caro e naquela idade já não valia a pena. Que já tinha posto duas velas aos santinhos. Ia colocar a terceira. Mas nada. Devem estar distraídos, concluiu. Agora recorria à missa. Só eu lhe podia valer. Faça lá isso, padre, por alminha da sua mãe, que eu preciso do meu motor.
Eu ri da situação. Ela riu de satisfação. Mas o motor ainda deve estar parado. Será que Deus também se riu?
_________________________
Amigos, vou de férias. Estive no Simpósio do Clero, em Fátima, o que me fez muito bem, e agora vou descansar algum tempo. Se vos lembrardes, fazei uma pequena oração por este servo de Deus. Em breve voltarei. Até lá, que a vida seja uma alegria. Por isso sorriam. Por isso vos deixo este texto. Um grande abraço.

27 comentários:

Luisinha disse...

Ai, coitadinha da senhora... eheheh
Vou rezar por ela e por ti.
Se não soubermos sorrir também não sabemos rezar... :) Por isso obrigada por nos lembrares disso!
bom descanso!

Paz e Bem
Luisinha

Anónimo disse...

Boas férias.
Não é só a velhinha que tem problemas com o motor, também o "meu amigo" precisa de "recarregar" o seu, antes do pleno início de mais um ano pastoral...
Bom descanso e retempero das energias físicas e espirituais é o que lhe desejo, em Cristo...
E rezo por si, como pede, que se mantém na mesma paróquia - pelo menos, nada no blog me faz presumir o contrário... Pela minha parte, rogo-lhe que coloque diante de Deus, nas suas orações, as paróquias que têm um novo pároco, situação humanamente geradora de alguma tensão - tanto para os leigos mais empenhados na vida paroquial, na vigência do anterior pároco, como para os próprios padres (o que chega e o que parte).
Ana

Anónimo disse...

Há padres que não sabem mesmo sorrir. Não transmitem uma imagem de Deus positiva tão necessária para por os motores a funcionar.

Bom descanso confessionário! Não exagere nas férias! (LOL)

Anónimo disse...

Boas férias, Sr Padre.

ana disse...

Muto boas férias , desanse bastante , bem merece ,de certo
que Deus o ilumine
Um bem haja

Anónimo disse...

Sr. Padre

Desejo-lhe sinceramente umas boas férias.

Fernando Gonçalves

joaquim disse...

Ó Padre amigo e se tiver começado a funcionar depois da Missa...

Ahn, isso é que era!!!

Boas férias e conte com as orações.

Abraço amigo em Cristo

Anónimo disse...

Boas férias Padre, aproveite bastante e reze também por seus penitentes. Grande Abraço.

Anónimo disse...

Olá!

Só uma perguntazita:
Rezou pelo motor? De certeza que sim.
Já estou a imagina-lo durante a missa não parar de pensar: Meu Deus faz lá com que ele funcione, senão o culpado sou eu.
Até acredito que se lembrou de pegar numa chave de fendas e ir tratar do assunto.
Vou rezar pelo seu motor, para que Deus o lubrifique para esta nova temporada.
E vou juntar um pedido á minha oração : que nos mande uma chuvinha, assim já não é preciso usar os motores.

Um abraçinho. Boas Ferias.

Alexandra

Anónimo disse...

Bom descanso com a graça de Deus.
Palheirense

Teodora disse...

Padri... mi lévaa á mádrí, vaiii!!!
oooh... mi lévá!

Sandra disse...

Não é isto a fé?

Anónimo disse...

ó padre não acha que em ano sacerdotal esse simposio deveria ser para o povo sacerdotal e não apenas para o clero?

DE MÂOS DADAS disse...

Ela tem razão temos mesmo que orar para que os motores funcionem melhor.
Desculpe ter entrado nesta porta aberta, gosrei desta linda história,que me faz lembrar uma outra que dixo aqui.
Uma senhora que veio ter comigo para lhe retirar um sinal, fiz o que me pediu, entretanto depois de o sinal ter desaparecido veio ter comigo e disse-me o sinal desapareceu mas como eu tinha prometido ao Santo...não sei se te hei-de pagar a ti se ao Santo...respondi-lhe pague ao santo que eu não quero problemas de concorrencia.
Dá para pensar...
Um abraço

Mª José Tavares disse...

Não sei quando este comentário será publicado. Mesmo assim faço-o.
Padre, permita-me que lhe chame a atenção...
Não peça orações sòmente para si. Não o conheço mas parece-me que está muito bem.
Não haverá outros que necessitem mais de oração?
Rezemos pelos que mais necessitam.
Boas férias.

Alma peregrina disse...

Boas férias, caro amigo...

Que Deus lhe dê um descanso merecido para que possa regressar ao trabalho com forças retemperadas!

:)

Pax Christi

Fa menor disse...

Todos precisamos da ajuda de Deus para o 'motor'.

Boas férias!

Abraço na alma, em Cristo.

noctivaga disse...

Boas férias. Descanse porque, certamente, merece.

Fora-da-lei disse...

É...pois claro que o Reino do Céus pertencem aos pobres,humildes ,excluídos ,simples,etc.etc........
Senão fosse a fé,uma forca teria muito mais significado.

Amantes da Contemplação disse...

Pax Christi...

Que Jesus e Maria Brilhe sempre no seu rosto.

Unidos em Oração.

Anónimo disse...

sr . padre umas boas ferias para Si , todos nos precisamos de descansar e ate o motor da senhora da historia precisa de descanso . te mais um abraco.

Confessionário disse...

ao anónimo de 10 Setembro, 2009 15:22:

Acho que será sempre tempo de leigos e consagrados-sacerdotes. Mas nunca é demais descobrir como viver o nosso sacerdocio de consagração.
um abraço

Confessionário disse...

Ma, José Tavares:

quem nao precisa de orações?!

Confessionário disse...

Já deram conta que regressei...
Foram muito boas as férias: descansei bem, não pensei senão em desfrutar e descansar. Rezei, embora o podesse fazer com mais frequência.
Agora volto ao trabalho. Vamos lá ver quanto tempo o motor trabalha sem precisar ir ao mecãnico!!! hehehe

abraços e beijos a todos.

Em breve vou tentar renovar este espaço (não sei ainda quando o fazer nem como; mas desejo fazê-lo neste ano sacerotal)... até já

Canela disse...

Olá amiguito [nosso];

Ainda bem que descansou....

Creio que Deus não riu. Deus não ri das nossas angustias, mesmo que estas sejam um motor avariado, ou algo aparentemente sem sentido.

Quando uma pequena criança cai e corre para a sua mãe, a mostrar-lhe o seu joelho esfolado em pranto, o que faz a boa mãe?

Com carinho faz o curativo, e, no fim há sempre lugar para o beijinho "milagroso de mãe". A criança sai a correr de novo para brincar, e a mãe sorri de alegria por ver o seu filho bem....

Eu creio que DEUS é como a boa mãe!

Beijinhos

Sílvia disse...

Boas férias,padre.

Anónimo disse...

O anónimo de 10 Setembro, 2009, às 15:22 fez, na minha opinião, uma pergunta pertinente. O chamado "sacerdócio comum dos leigos" parece-me adorno para homilias de Missa Crismal e pouco mais. Na realidade, na actuação comum (leia-se, na prática paroquial diária), essa dignidade do cristão é ofuscada, mesmo entre os leigos, pela importância quase exclusiva atribuída ao ministério ordenado. Mas o padre não é padre para si mesmo, nem por causa de si. Ele é para os outros. Sem eles, o se ministério fica esvaziado de sentido, de conteúdo. Se repararmos, até para os leigos tipo "braço direito de um padre" não conheço que haja preocupação por formação e por acompanhamento espiritual específicos, pelo menos na Diocese de Lisboa. E logo eles, que, na sua especificidade, não necessitam menos do que os padres! Mas se houver formação ou qualquer tipo de acompanhamento na Diocese de Lisboa e eu estiver enganada, peço desculpa pela minha afirmação temerária e agradeço que me informem sobre locais e datas...
Ana