quarta-feira, março 18, 2009

A morfina da ti Maria

Telefonou para o confessionário a filha. Ou a sua lagrimita. Fui lá logo nesse dia. A mãe, que visito regularmente (o que o regular me permite), está de cama há anos. Piorando. Claro. É isso que, doente, na maioria das vezes, se faz na cama e na idade. Estava a dormir. Olhe o senhor padre. Ela sorriu. Tinha levado morfina há poucas horas. A noite anterior tinha sido violenta. Para a mãe, filha e genro. O médico dera a entender. Por isso as lágrimas da filha implorando auxílio. Custa sempre. Caramba. Fiz por mostrar um sorriso também. A ti Maria mal se percebia, mas estava lúcida. Ouvi muito calado. Aprendi. Mulher de fé, de sofrimento, mas de ânimo. Depois disse umas doidices. Já está habituada. Este padre é maluco. Fartámo-nos de rir. Até a filha. Ó Mãe, já há tanto que não rias assim! Ajoelhei-me aos seus pés. Perguntei se precisava algo que eu pudesse fazer. Podia confessar, ou sei lá. Tipo a Unção dos doentes. Disse assim para que não parecesse o fim. Há gente ainda que assimila o sacramento como “extrema unção”. Fiquei pasmado. Que bom! Claro que quero. A filha ficou aliviada. Celebrámos o sacramento. No final ainda ficámos mais um bocadão. Rimos muito. Ai este padre! É o padre mais maluco que conheço… mas se calhar é mais padre que muitos. Fiquei sem palavras. Nem sabia se referir. Mas o que ouvi de seguida deixou-me, não só sem palavras, como sem pensamentos. Deus gosta muito de mim!

15 comentários:

Moçambicano disse...

Caro Amigo P.e "Confessionário":

Com o envelhecimento da população, o acompanhamento de idosos será sem dúvida, cada vez mais, um dos "campos de Missão", para a Igreja.

E, tal como as crianças, também esta "segunda infância" requer muito Amor, muita Doação.

Obrigado pelo seu Testemunho.

Continuação de uma Santa Quaresma!

Um abraço.

Moçambicano

Anónimo disse...

«...é mais padre que muitos...» - falou a sabedoria dos simples e dos humildes a quem o Pai revela o que aos 'sábios' e 'inteligentes' deste mundo passa despercebido...

De joelhos, prostrado diante da Cruz (aquela cama), contemplando o Crucificado (no Rosto da 'ti Maria')... que melhor Quaresma Padre?

A 'Ti Maria' parece estar a terminar a sua caminhada quaresmal... em breve viverá a Alegria da Páscoa!

Parece-me que o Padre vai ganhar mais uma intercessora a rezar por si no Céu!!

casualidade disse...

Temos ke ter mta aceitaçao , para um caso destes, ke vimos a partir lentamente, hora a hora o seu dia esta a chegar ao fim , é pena vermos partir , akeles de kem estamos apegados, mas é a vontade do senhor e não a nossa. O recebermos um padre neste momento, é para lhe pedirmos os últimos sacramentos, se irá ou não a tempo, mas caso se possa falar com um sacerdote, nestas alturas, é de louvar mesmo, a nossa alma fika tranquila, como se nada , se pode-se estar a passar, naquele momento, sim! Mas o sacerdote se incube de nos dar os ultimos sacramentos .Por isso rezemos tods por sua alma

Canela disse...

É isto que o faz ser o Pe. "deles".

Medite....

Confessionário disse...

Ó Canela, eu entendo o que queres que medite. Mas a questão no post anterior era outra. Não se prendia com o significado do "nosso" padre, mas com o egoísmo de querer que ele seja só nosso e da forma como nós o queremos.
Medita.hehehe

SCAS disse...

é assim! a capacidade de os pseudo-incapacitados nos fazerem sentir capazes! uma bela forma de oração quaresmal!

CrisR disse...

Parabens padre! Está a cumprir a bem a sua missão, leva a alegria até aqueles que parecem já não ter razão para sorrir.

Canela disse...

Entendi, entendi...

Mas sãos estes laços (deste post), que são mais importantes.... ai, ai... não se zangue comigo...

São estes laços, que fazem sentir o "nosso" Pe. como sendo da nossa familia, esquecendo que não há consanguinidade... são estes laços, que dão ânimo e alento á "ti Maria": "Ó Mãe, já há tanto que não rias assim!"

"Ajoelhei-me aos seus pés." - Bonito acto de carinho, carinho filial...

A Paz de Cristo

Antonio Valerio, sj disse...

Devem ser estes os momentos mais preenchidos na vida de uma padre, não é? O face-a-face, num momento essencial da Vida, o acompanhar e estar presente, levar a consolação de Deus... muito obrigado pelo testemunho! Abraço e rezo pela Ti Maria e a família...

Anónimo disse...

E ainda poderia gostar mais!!!

Luísa

Anónimo disse...

Também eu gostava de poder "DEus gosta muito de mim", mas por vezes é dificil acreditar nesse amor de DEus. A Sua presença é tão inconstante e subtil, que custa a acreditar que Deus nos ame dessa forma tão incondicional.

Abraço fraterno

marcos disse...

Obrigado pelo testemunho!
Não ha nada mais belo na vida de um padre e de um cristão do que dar a mão a transbordar do amor de Deus aqueles que são os pobres do mundo, aqueles a quem Ele mais ama.

Vida disse...

Olá!

AMA-NOS de uma forma incrivelmente incondicional... E quanto gosta de nós!!!! Não é a Sua presença que é inconstante e subtil, mas a nossa para com Ele... Ele nunca nos abandona, nas nossas maiores tribulações pega-nos ao colo; nós é que não O queremos ver.
Querido anónimo(a), Deus ama-te e gosta muito de ti! Não tenho dúvidas!

Meu querido Amigo Confessionário, como foi bom lê-lo... como estava a precisar, hoje, dessas palavras "Deus gosta muito de mim". E Deus serviu-se de si para me dizer que gasta muito de mim.
OBRIGADA!

Um abraço em Cristo
MJG

sónia disse...

Deus ama-nos a todos e de forma especial aqueles que o fazem sorrir...

São esses que praticam as acções que Ele quer vislumbrar no ser humano..como tu :)

Por agora me despeço, com votos de um bom fim de semana!
beijos

Anónimo disse...

Há morfinas piores que as da ti Maria,por exemplo a satisfação de ser apreciado. Todos o desejamos, mas por vezes prejudica-nos, e quem o diz...