quarta-feira, fevereiro 25, 2009

Não estás nunca sozinho

Abri-lhe a porta, percorri o corredor até à sala que abro aos amigos, àqueles que entram na casa para estar comigo e não para ver o que ela tem de novo ou desarrumado. Sento-me no sofá e quase desenho no ar o que estou a sentir. Abro os braços e fecho-os contra as coxas. Depois olho para ele. Inclino levemente a cabeça para a frente. Seguro-a com uma das mãos e com a outra seguro a testa. Ele entendeu. Faltava pouco mais de meia hora para outro funeral. Digo outro porque têm sido cerca de três, quatro, por semana. Este ainda por cima era de alguém algo próximo. Daquelas pessoas com quem um pároco faz diálogos, conversas às vezes de chacha, mas que são formas de nos tornarmos presentes, de vivermos com. Além do cansaço e desânimo que me traz tanto funeral, este tornou-se especial até pela idade do amigo que acompanhei na doença, só que mais não seja, com algumas perguntas e conselhos a familiares, e pela quantidade de amigos e pessoas que imaginei estarem presentes no momento. Ele entendeu. A uma distância de um metro, disse apenas duas frases que nunca mais vou esquecer, porque precisava delas naquele dia, e sobretudo porque elas definiram o paroquiano, o amigo que as estava a dizer. Eu estou contigo. Se tiveres alguma dificuldade durante o funeral, olha para mim que vais saber que estou contigo.
Posso garantir-vos que olhei na sua direcção umas duas vezes. Não mais, porque não precisava olhar para lá para saber que não estava sozinho naquela montanha que tinha de escalar. Para a escalar tive de suster algumas lágrimas, esconder algumas vezes o rosto de quem tinha calçadas umas botas com o rasto gasto e escorregadias para subir a montanha. Mas não vou esquecer as palavras que ouvi naquele dia e que me disseram Não estás nunca sozinho.

14 comentários:

Luisinha disse...

Essas são palavras que ninguém me diz mas que ouço frequentemente no meu coração: "Eu estou sempre contigo, nunca estás sozinha!", talvez seja Deus... Porque Ele sempre nos diz tantas coisas! Só temos que O ouvir.

Paz e Bem!!

fatima disse...

Teve sorte o seu amigo. Eu, das últimas vezes que disse isso a alguém obtive altivez e desprezo dessas pessoas, embora uma delas recentemente tenha confessado sentir-se só.

Anónimo disse...

Estou doente a dor é cada vez mais aguda vou ao Centro de Saúde. Entre espera sem fim vem sempre uma cara de cansaço um estetoscópio e um diagnóstico que resolvo passados uns dias na farmácia de serviço. Isto está à mão de cada cidadão....

Uma dor na Alma preciso de Um padre - Drº da VIDA ETERNA - igreja fechada. Procuro o telemóvel ligo-lhe. Do outro lado entre indulgências não posso agora logo e àmanhã.

Como os padre de modo geral nunca podem confessar será que posso confessar ao citado médico de família no dito Centro de Saúde.

Perdão pela ironia mas ao Centro de Saúde posso ir sempre à Igreja, aspaço físico não posso porquê:...............................................................................................................................................................................................................Aguardo sinceramente a resposta

mm disse...

Quantas vezes preciso que me ouçam... e simplesmente não existe ninguem para me ouvir. Então falo com Deus e também me parece que não me ouve... e a tristeza me cerca profundamente.

Vida disse...

Olá!

"ESTOU CONTIGO!" Palavras tão boas de ouvir e que fazem toda a diferença! São palavras que, graças a Deus" me têm acompanhado e me têm ajudado a continuar na estrada da vida! E vêem sempre de alguém que menos esperamos, que não conhecemos...
ESTOU CONSIGO!
Beijinho
MJG

Anónimo disse...

Leio os seus textos com algum interesse mas confesso que acabo algo deprimido.

Confessionário disse...

Porquê, anónimo?

concha disse...

"Estou contigo"....parece pouco e é tudo.
Esta frase tão curta, de repente faz-me pensar que dos outros só espero isso.Não preciso que falem comigo,não preciso que me dêem coisas,não preciso que digam que são meus amigos,não preciso que me ouçam, não preciso de nada deles e de repente preciso de tudo....que estejam comigo.
Grande frase!
Acabei de vir de uma reunião de um grupo a que pertenço e convocada pelo Pároco.Pois no meio de tudo aquilo que ele disse, agora percebo que ele só quer que estejamos com ele.
Obrigada Confessionário.Vou de certeza ter um olhar diferente a partir de agora para o seu colega aqui da minha Paróquia.
Um abraço

Anónimo disse...

Eu penso que o anónimo das 19.35 fica deprimido porque os textos por vezes confrontam-nos com etapas díficeis da vida que passam por todos nós. A vida é dificil e muitas vezes queremos ignorá-lo a toda a força... Eu acho que para o Padre conseguir ajudar tem que ser capaz de se distanciar dos problemas dos outros sem o fazer notar. Não falo de hipocrisia mas da carapaça que temos que arranjar para nos defendermos
Coragem para todos!
Ana Freire

Canela disse...

Pe. amigo;

Eu sei, que sempre soube que não está sózinho.
Mas também sei, que todos nós precisamos de ser confirmados, ouvidos, atendidos...nesta nossa caminhada.

Engrançado... tinha por hábito, enviar muitas mensagens de amizade, alento e de fé aos "amigos" (eles respondiam por vezes: Glória a Deus, Obrigada) ... um dia estive mal, não pude, e, não pude durante algum tempo.... sabe o que recebi?

Recebi "apenas", o conforto no meu coração, que tenho um Deus que me ama muito, dos "amigos" nem um telefonema....

Boa Quaresma

mm disse...

Quantas vezes te rodeiam, e tu continuas sozinho. Tantas vezes chamas para que te amparem e nada. Mas se te chamam tu continuas a ir.

Confessionário disse...

mm, essa deixou-me a pensar...

CrisR disse...

Mas é bom saber que temos um amigo com quem contar!

Anónimo disse...

E se de vez em quando entrassem em cena os que têm os sapatos imaculadamente limpos dando um pouco de sossego a quem o caminho desgastou as solas? Fica a sugestão...
A vida é muito curta. Cada dia é um tesouro que não podemos dar-nos ao luxo de desperdiçar. Tentemos libertar-nos de tudo o que nos impeça de a usufruir. Soltar amarras. Não é fácil? Pois não... Mas carregada a vários ombros, a cruz de cada um torna-se bem mais leve... Podem contar comigo. Será que posso contar convosco?
Nunca estaremos sozinhos enquanto pudermos confiar uns nos outros e todos em Deus.

Um bom fim de semana!
Um abraço amigo