quarta-feira, agosto 30, 2017

esse silêncio [poema 155]

Inauguramos o silêncio entre portadas
De casa em casa que são pedras lavradas
Esse silêncio que não conhecemos senão
No espaço entre umas pessoas e as outras
Ou entre si mesmas na quietude de não ser
Há ali a comunicação dos gestos que são.

Corro de porta em porta, com o coração
Nas fechaduras, entro e saio e a quietude entra
Em mim, nesse silêncio que também se abre
E me diz: Não estou só, apesar do meu nada

Há alguém que se faz tudo para eu falar!

8 comentários:

Anónimo disse...

O silêncio é o santuário da prudência.

Anónimo disse...

O silencio e a oração dos sábios

Anónimo disse...

Em matéria de amor, o silêncio vale mais do que a fala. Ch M

Anónimo disse...

o problema nos dias de hoje é esse mesmo..
nao "sabemos fazer silencio"
Eu confesso que custa-me fazer silencio..
ou melhor nao sei escutar o DEUS me diz nesse silencio...bem as vezes!
Eu acredito num instinto que tenho...quando reflito sobre algo ou sobre alguma decisao
eu rezo e pouco tempo depois... faz-se luz!
mas quando me reduzo ao silencio ou aos meus nadas....
querem dizer muitas coisas....ou purisimplesmente nao passam disso mesmo.
c.c

Anónimo disse...

Ah, silencio que ainda vai ser quebrado.

Anónimo disse...

Amo esses dois encontros; o silencio com meu espirito e uma boa musica para minha alma.

Anónimo disse...

Esse silencio que me atormenta, e o mesmo que me leva a ti em pensamento.Ch

Anónimo disse...

AH!!! SILENCIO......................Ate. QDO..