quarta-feira, janeiro 18, 2017

Asas verdes [poema 128]

As asas de quem amo são verdes
E às vezes não lhes sei a cor.
Tão minhas e tão abraçadas, sei
Que por mim vistas são sempre verdes.

As asas que me amam são verdes
Não sei se são asas ou se lhas por.
Tão minhas e tão abraçadas, não sei.
Mas tenho em mim a certeza
de serem sempre verdes
as asas do meu amor.

7 comentários:

Anónimo disse...

muito belo, padre

cada vez gosto mais dos teus poemas

PR disse...

Mais uma belíssima declaração de amor!
Magníficas essas vossas asas verdes!
Queria eu sentir umas asas semelhantes na tonalidade azul.

Anónimo disse...

Ame sempre as asas verdes pois sao as mesmas que o envolvem e o amam!
Conheço essas asas verdes
As vezes sao brancas
Outras vermelhas e rochas tambem...
Mas o AMOR é unico e so um
É o teu e o meu Amor e de mais alguem!
Pudera eu ser digno desse amor
Que dizes sentir
Nada sou senão caminhante
Sem rumo para seguir!
Sou mare e tempestade
Nao abundo de certezas
Pede por mim a essas asas
A cura das minhas tristezas!

Conheço essas asas que te abraçam

Anónimo disse...

As asas de quem amo são verdes
As asas que me amam são verdes
as asas do meu amor.

Gostei!

Hoje vou sonhar com as asas de quem amo,
com as asas do meu amor
Qual será a cor?

Anónimo disse...

Bonito mesmo, que essas asas verdes o levem a voar por esse céu "verde" de esperança....
Bjs

Anónimo disse...

Estas asas, são as do legado de DEUS, a Esperança sustentadas pelo Amor.

"Juntos um zelam do outro, conduzem em caminhos guiado por Ele.
Bendito verde, a cor da fé, de quem espera algo melhor.
Zelando os brilhos e movimentos mais intensos pairados no tempo.
Contrariando da passive espera."

Esperançar é uma forçar que nos faz sonhar e buscar, almejar ou melhor agir para realizar.

Anónimo disse...

quem me dera ter umas asas assim