domingo, dezembro 04, 2016

rever Confessionário Dum Padre em 2015

Depois de termos escolhido os melhores posts de 2012, 2013, e 2014, sem querer, deixámos o ano de 2015 sem fazermos o mesmo. Embora sabendo que não é o mais importante, é uma forma de revermos textos, pensarmos de novo, e ajudarmos este autor do blogue a verificar caminhos. Assim, e porque alguém me alertou dessa falha, seleccionei parte dos meus textos preferidos publicados ao longo do ano 2015, e agora peço a vossa ajuda para seleccionar aqueles que considerais ou considerastes como os melhores, os mais tocantes ou interessantes. Indiquem nos comentários o título ou títulos dos vossos preferidos. Agradeço desde já a vossa participação e colaboração. No início de 2017, faremos o mesmo para os textos de 2016. Como nas outras ocasiões, tenciono posteriormente colocar os melhores à votação. Podem sugerir outros que não estejam nesta selecção. Para mim, relê-los fez-me bem. Pode ser que faça a mais alguém. 
Nota que os poemas não entram nesta sondagem.
Quem quiser dar uma espreitadela aos "best post" de 2012, 2013, e 2014, clique AQUI.

Janeiro

Fevereiro

Março

Abril

Maio

Junho

Julho

Agosto

Setembro

Outubro

Novembro

Dezembro

7 comentários:

Sofia Antunes disse...

Confessionário, os meus votos vão para:
1- "Queres e eu queria"
2- "Um assunto a que não quero dar título"
3- "Uma coisa híbrida entre anjo sem asas e homem sem sexo"
:)

Anónimo disse...

gostei de reler:

- gostava de ter os melhores paroquianos do mundo
- os filhos do pecado
- A Olímpia e o milagre da vida
- Falar de Deus e com Deus
- clericalidade da Igreja
- Uma coisa híbrida entre anjo sem asas e homem sem sexo
- Queres e eu queria
- Rezamos pouco

Gui disse...

Por motivos muito pessoais gostei do post
Senhor, toma o meu pecado

Anónimo disse...

-Amas-me,senhor?
-como se a fé
-queres e eu queria
-um assunto a que nao quero dar titulo
......
Todos maravilhosos
Amo cada palavra
Amo a simplescidade
Amo amar ler

Anónimo disse...

Lindo...

Anónimo disse...

Depois de muito ler e reler, sem certezas de ter feito uma boa escolha, deixo estes títulos, a ver se ajudo:
clericalidade da Igreja
falar de Deus e com Deus
os filhos do pecado
como se a fé

Anónimo disse...

Gostei particularmente deste: Uma coisa híbrida entre anjo sem asas e homem sem sexo

Acho que este blogue serve um pouco também para desmistificar esta imagem e é importante desmitificá-la. É importante desconstruir a imagem de um padre que não é humano, também para permitir que aqueles que se sentem menos humanos se possam aproximar de Deus.