sexta-feira, abril 04, 2008

penso que sinto hoje aquilo que é ser padre

Deus fez tudo o que somos. Por isso fez o que sinto neste momento e agradeço-lho, embora Lhe peça um sinal. É que hoje penso que sinto o que é verdadeiramente ser padre. Ou pelo menos o padre que Deus me pediu para ser e as capacidades que me dotou para o ser. Hoje entendo que ser padre nem sequer é ouvir as pessoas. Hoje entendo que a Igreja de Deus nem sequer é a igreja das celebrações. Elas são a fonte para a nossa vida. No entanto a Igreja de Deus é a Igreja da vida, a Igreja da vida dos homens, a igreja dos homens. Ser padre é estar com a vida e com os homens. É estar com eles nos seus problemas e aflições. É estar disponível para as suas vidas e vivências. É ser com eles. É deixar de sermos apenas o homem que Deus quis que fôssemos para sermos o padre que Deus quis fazer para os outros. Hoje penso que sinto o que é aquela entrega total de que tanto se falava no Seminário. Não é dizermos a Deus Sou todo teu. Mas viver dentro de si os homens que Deus te entregou, quase deixando de te sentires a ti para sentires os que Deus ama, ou o Deus que os outros têm dentro de si ou que precisam ter dentro de si. Hoje penso que sinto o que é a minha missão sacerdotal, a tal missão do sacrifício, porque tenho de suportar o peso dos outros nos ombros. Até parece que percebo melhor porque Te entregaste na cruz, porque carregaste com o peso do madeiro. É um peso tão grande! Não é meu, mas levo-o nos ombros. Têm sido tantos os pesos que me têm procurado ultimamente. Sinto-lhes cada quilo. Quilos que precisam do padre e do Deus que o padre lhes transmite. Queria sentir outras coisas. Insisto em querer senti-las. Mas é isso que sinto. E por isso penso que sinto hoje aquilo que é ser padre. Mas, ó meu Deus, podias confirmar-me se é mesmo isto o ser padre? Podias confirmar-me se o que penso que sinto é mesmo o que sinto?

27 comentários:

"Lucas" disse...

Padre.
Poxa como é bom ler isso neste momento de minha vida.
Aos trinta e um dias do mês de março de dois mil e oito, após uma longa caminhada, encontrei a resposta ao qual tanto almejava.
Na Quinta-Feira Santa durante a Santa Missa do Lava-pés realizada na Catedral de Foz do Iguaçu - Paraná - Brasil, esta presidida pelo Bisbo Dom Laurindo ao qual lavou os pés das pessoas simbolizando os apóstolos, pude perceber a simplicidade, o amor ao próximo, o sentido do servir a entrega.
Vi através destes atos o que Jesus queria me mostrar, na verdade ele me jogou no chão para perceber o quanto nós precisamos disso.
Naquele momento foi difícil de aceitar e após fiquei nervoso ancioso sofri muito, porque aquele gesto mexeu comigo, com minhas idéias e principalmente mexeu com meus sentimentos.
Mas foi ali que descobri a resposta que buscava a tanto tempo.
Sofri sim mas por medo porque tinha certeza do que Jesus me mostrava aquilo que eu devia seguir.
Após a conversar com o Pe. Edu, amigos este que acompanha todo este processo desde o início, e ter lhe contado tudo, confirmou que era isto que me faltava dizendo que eu estava pronto a seguir, que eu havia encontrado a essência da vida religiosa.

O fim da busca o começo à caminhada espiritual.

Estou contente, sinto-me aliviado por ter encontrado a resposta!!!
Estou pronto a deixar o trabalho e os amigos.
Bom estes já deixei algum tempo desde que vim para Foz do Iguaçu viver meu deserto.
Foram 79 dias até agora.
79 dias aos quais passei por muitas provações, dificuldades e principalmente saudades, saudades de todos os que estavam em volta de mim onde eu morava.
Aqui tive e estou reconstruindo, estruturando a minha vida novamente, foi um rompimento desmedido de minha parte ao qual me trouxe sofrimentos.
Sim sofrimentos em parte superados até mesmo porque consegui aqui reestabelecer uma nova rede de amizades.
Aos poucos estou reconstruindo este rede vital de amigos que nos estrutura.
Agora que findou-se a busca que fazia começa uma nova etapa ou seja viver a simplicidade, o amor ao próximo, o sentido do servir a entrega.

Peço a Jesus neste momento que te ilumine na esperança de CRISTO ressucitado.
Luz e Fé Forte Padre.

Anónimo disse...

Não sei se o deixarei mais tranquilo... mas encontrei a fé pela "mão" de um Pe., quando disse: "não aguento mais"!

Este Pe. "cuidou" de mim (O Bom Samaritano), era o "estalajadeiro" de serviço...

Admiro a forma como este Pe. se relaciona com os fiéis... abraça-os, ouve-os, puxa-lhes do braço quando estão tristes e não querem falar...ele obriga-os a desabafar... ele quer ouvir também as alegrias... é o nosso "próximo"!

Deus N. Senhor lhe dará o sinal que lhe pede, acredite sómente!

Kalos

Anónimo disse...

Meu Amigo Confessionário,

Vou cir na repetição: "Ser Padre é somente isso: Não ser de si, nem dos seus para ser de toda a gente..."
Como o Sr. Padre diz "Ser padre é estar com a vida e com os homens. É estar com eles nos seus problemas e aflições. É estar disponível para as suas vidas e vivências. É ser com eles. É deixar de sermos apenas o homem que Deus quis que fôssemos para sermos o padre que Deus quis fazer para os outros."
Ser padre, é aquilo que o Sr faz: ESTAR CONNOSCO EM TODOS OS MEOMENTOS... VIVER CONNOSCO AS DORES, AS ALEGRIAS... TUDO... SENTIR O QUE NÓS SENTIMOS!
Confessioário, meu Querido Amigo, OBRIGADA pelo PADRE que é!!!!!
Já o disse aqui muitas vezes, mas volto a repetir: se naquela noite eu não abrisse este blog, hoje não estaria aqui... e não estaria aqui da forma que estou... sabe o que quero dizer... OBRIGADA!!!!
Força e um grande e especial abraço
MJG

Gina,
Muita força e coragem, nunca percas a Fé... Não estás sozinha!!! Estou contigo e rezo contigo! Beijinho com muita Esperança

Teodora disse...

Padre

Agora aparece com o heterónimo de "Lucas"? E a falar português do Brasil?!

Nem o Álvaro de Campos foi assim tão experimentalista... quero dizer não me recordo dele a falar senão português de Portugal!

Digo eu!

mafaoli disse...

Depois de ler o seu post entendo melhor porque há uma crise no sacerdócio. Porque na verdade é necessário muita entrega e desprendimento.
E estou certa que é isso mesmo, alguém que se entrega a essa missão por amor a Deus e ao próximo, que larga o peso da sua cruz para tomar o peso da cruz daqueles que já não aguentam mais.
É isso ser padre.

E nesta semana que irá começar certamente iremos rezar para que o Senhor nos destas vocações que sabem estar ao serviço da missão da Igreja.
"Viste o que fiz?Faz tu também!" (cf.jo.15,14)

Ni disse...

Sabe, foram muitos os textos que foram construindo uma admiração por si como pessoa... e sim, como padre (na verdade não separei as duas missões). Aquela admiração assumia-se como forma de voltar. Hoje as palavras custam a sair... estão atordoadas perante a sua coragem e sinceridade para consigo, como os outros e com Ele.
Acho, efectivamente, que um padre ao Seu jeito carrega o peso de muita gente... aquela que conquistou... Mas sentia que eram muitas as alegrias de vencer com os outros, de ser personagem (às vezes principal) de partilhas de vida únicas. Achei que desfrutavam de momentos de uma leve felicidade... porque com Deus tinham a capacidade de a ver em pequenas coisas. Fui sentindo tudo isto também aqui.
Hoje ganhou outra dimensão... outra admiração. Hoje senti mais fundo que ser padre é uma constante conquista de vocês mesmos, como que um caminho que se vai revelando aos poucos, mas que vos prende e vos faz crescer.
Não sei quais serão as respostas d'Ele, mas acredite que Ele gosta de si assim.

Anónimo disse...

Dá, Senhor, à Tua Igreja padres que sejam, ao mesmo tempo, pequenos e grandes: nobres de espírito, como se tivessem sangue azul; e simples e naturais, como se fossem camponesas as suas raízes...
Que sejam fontes de santificação, sabendo-se também pecadores que Deus perdoou...
Que não se inclinem perante os poderosos, mas se curvem diante dos pobres...
Que se saibam discípulos do seu Senhor, apesar de guias do Seu povo...
Que sejam homens no campo de batalha, mas tenham coração materno para confortar os doentes...
Que vivam voltados para o alto, mas de pés bem assentes na terra...
Que sejam francos nas palavras, mas sempre amigos da paz...
Dá, Senhor, à Tua Igreja padres que, inimigos da inércia, queiram ser fiéis para sempre!...
Amen


Deixo-lhe esta oração que certamente conhece! É um mistério que não é nosso! É d'Ele.
Um Abraço
D.P.

Teodora disse...

O D.P. que me perdoe, mas prefiro a minha versão:

Dá, Senhor, ao mundo pessoas que sejam, ao mesmo tempo, pequenos e grandes: nobres de espírito, como se tivessem sangue azul;...

Julgo que ajudaria bastante a vida de todos nós e dos padres também.

ana maria disse...

Deus Lhe dará o sinal, a luz, o toque...E de onde menos espera!
Verá...
Fique bem, Padre!

Lisa's mau feitio disse...

... E o Deus que o Padre nos transmite é o Deus que todos precisamos em cada uma das suas palavras. Em cada uma das suas reflexões. Em cada um dos seus pensamentos. O Deus que o Padre nos mostra é o Deus que todos conhecemos bem, mas que pela sua mão se nos reforça a imagem no coração.
Mas há algo mais: todos os Padres nos trazem Deus. Uns com mais força do que outros, uns de modo mais aberto e legítimo do que outros... Tanto a dizer... De qqer das formas, cada um dos representantes de Deus na Terra dá-nos Deus como pode e sabe. O que é o mais importante, na minha perspectiva.

O Padre tem na mão todas as vidas que lhe passam pela frente. O peso que sente nos ombros é como se fosse o seu talão de vencimento, Padre querido!!
E tenho toda a certeza que se sente bem remunerado.

Padre do meu coração, Deus por si tem sido fantástico em mim.

Obrigada por ter aceite a missão que a vida lhe reservava desde que nasceu: ser um padre aberto, testemunho dos tempos, representante de uma Igreja com Deus em si.

Lisa

(Vai desculpar-me, mas tenho de também aqui deixar escrito o que aqui me trouxe hoje numa corrida!!! Gritar, claro!!)

Aí vai:
ONDE É QUE ESTÁ O AZUL????
NO BLOG DA LISA!!!

Ai Padre, sou tricampeã!! :D

Mil beijinhos para si neste Domingo cheio de sol e de azul no céu e no coração de tanta gente!!! ;)

Anónimo disse...

Padre

Como deve ter percebido tenho andado afastada deste cantinho. Comecei a sentir que invadia um espaço que passou a não ser meu... e o senhor sabe porquê. O motivo talvez esteja subjacente a esta sua reflexão... A minha concepção daquilo que um padre deve ser coincide em absoluto com aquela que nos descreve. Começo é a duvidar se tem essa força imensa que é necessária a uma entrega que se quer total e incondicional. O fardo é grande e GRANDES têm que ser os homens que se dispõem a carregá-lo a tá ao fim. Dizem-nos que o Amor que lhes vem de Deus dá uma ajudinha mas... ainda assim...

Um abraço, este em particular, de Paz verdadeira

Anónimo disse...

Padre tenho certeza que as palavras aqui escritas te darao animo e te aliviarao, mas o verdadeiro conforto vem do Senhor! Saiba que suas palavras me ajudaram e me confortaram em um momento que nao sabia mais o que fazer, e voce me disse: faca o que seu coracao mandar! Hoje peco licenca para lhe dizer: espere no Senhor que Ele lhe mostrara o sentido de tudo, lhe aliviara o fardo e lhe tirara o peso dos ombros!
Sou grata a Deus por ter colocado no mundo alguem como voce!
Mariana

joaquim disse...

Amigo Padre

Vais procurando e encontrando…
E Ele vai-se revelando no teu sacerdócio.
E tu vais te perguntando tentando encontrar a verdade de O servir, servindo os irmãos.
E Ele vai-te respondendo, à maneira dEle, sem dizer “claramente”, sim/não, mas deixando que descubras a vivência da tua entrega.
Ao aceitares, mais do que suportares o peso dos outros nos ombros, ao levares nos teus ombros o peso que reconheces não ser teu, mas que aceitas, estás a fazer verdadeiramente como o Mestre, que:
«Na verdade, ele tomou sobre si as nossas doenças,
carregou as nossas dores.» Is 53,4
Deixa que Ele também continue a carregar nos Seus ombros, o teu peso e o peso dos outros que carregas em ti.

Abraço amigo em Cristo

Anónimo disse...

A Curiosidade... é algo muito prejudicial....

De qualquer forma; gostava muito de saber se já recebeu algumas "indicações" do "PATRÃO".

É tão bonito, quando se vê um Pe. a sentir-se como um verdadeiro Pe.!!!

Só assim conseguem ser verdadeiros "pescadores"...e que pescadores... de mar alto até!!!!

Não necessitam ter uma voz poderosa; nem uma imagem marcante; muito menos uma estatura "grande"...basta sómente... descobrirem o verdadeiro Dom que lhe foi concedido....

Em apenas uma unica Homilia, são capazes de tocar em vários corações ao mesmo tempo....por algum motivo são os UNGIDOS de JESUS CRISTO!


Kalos

Paulo disse...

É bonito ver que alguém sente o que é ser Padre...

Vítor Mácula disse...

Olá, confessionário

Huuuum... essas são as determinações gerais para qualquer cristão.

Estás a fazer do padre um supercristão? ;)

abraço

Confessionário disse...

Kalos, qualquer coisita... mas ainda muito incipiente!
hehehe
Ultimamente tenho pensado muito nestas coisas

Anónimo disse...

Caro Pe. C.;

Nesta sua fase de "redescoberta"; deixe-me dar-lhe uma sugestão:

"O Esvaziamento de Cristo - Paulinas" -

Este pequeno livrito; pode ser encomendado pela net...certamente será muito util nesta fase.

(É apenas e sómente uma pequena sugestão, não é para publicar.)

Kalos

bunny disse...

Gostei muito.. todos têm o direito a ter as suas dúvidas e os padres também.... Acredito que não seja facil,que haja obstaculos, momentso de fraqueza..mas foi por ELE que se dedicou a esta causa, e apenas por ELE!! Entrsitece me muito ver o que esta acontecer na minha diocese com alguns padres..o abndono, o desleixo, as vidas duplas..... fazem me crer cada vez menos que há padres «de verdade» verdadeiros seguidores de JC...... vejo muitos preocupados com o dinheiro, outros com a aparencia, outros com obras....outros com outras coisas que nada têm a ver com pastoral..
Entristece-me.... mas alegro me..quando penso naqueles padres que conheço e que sei que se entregam, que sofrem e que amam....tudo isto pela causa a que se propuseram..

maria disse...

Padre. Diariamente tens respostas àquilo k jesus quer de ti, tu mesmo as dás no teu post. Só tens k agradecer.

Então o pastor rezou
Pai dou-Te graças por Padre eu ser.
Com o rebanho quero viver. Da-me coragem e forças para os encaminhar e compreender. Fiz-me tudo para todos sem excpção. Que eles me saibam entender e mostrem compreenção, para juntos levarmos até ao fim a Tua missão. Neste altar que é a nossa vida.
Tenha uma boa noite. maria

PDivulg disse...

"Elas são a fonte para a nossa vida" De facto as celebrações são inspiração e alimento, nelas nos revelamos comunidade que junta reza, partilha e caminha.
MAs a entrega total aos outros é fonte de sofrimento e enriquecimento, despojado de qualquer interesse apenas com o intuito de servir...

Maria disse...

Olá Padre.
Hoje nada quero comentar, apenas lhe mandar um abraço enorme, um abraço que chegue ao seu coração e agradecer a DEUS por sua vida, por você exisitir.
Fique com Deus

Anónimo disse...

Apenas um pequeno excerto do livro..


"De facto, levar uma vida espiritual significa tornarmo-nos Cristos vivos. Não é suficiente fazer todos os esforços para imitar Cristo; não é suficiente recordar Jesus aos outros; nem sequer sentirmo-nos inspirados pelas palavras e acções de Jesus Cristo. Não, a vida espiritual apresenta-nos uma exigência muito mais radical: ser Cristos vivos aqui e agora, no tempo e na história.

Nós nunca chegaremos a conhecer a nossa verdadeira vocação na vida, sem estarmos dispostos a aceitar esse apelo radical do Evangelho. Ao longo dos últimos vinte séculos, muitos cristãos ouviram este apelo e responderam-lhe num espírito de verdadeira obediência. Uns tornaram-se eremitas do deserto, ao passo que outros se tornaram servos na cidade. Uns partiram para terras distantes como pregadores, professores e médicos, ao passo que outros ficaram onde estavam e formaram a sua família, trabalhando fielmente. Uns tornaram-se famosos, enquanto outros continuaram desconhecidos. Embora as suas respostas revelem uma diversidade extraordinária, todos aceitaram o apelo para seguir Cristo sem condescendências."

Kalos

Anónimo disse...

Olá!

Há momentos na nossa vida que carregamos um enorme peso nos ombros.

Há momentos que procura-mos conforto, mas que afinal o peso nos nossos ombros se torna maior.

Há momentos que nos apetece chorar devido á cruz demasiado pesada que carregamos, mas aparece-nos um sorriso nos lábios. Uma maneira de agradecer ao nosso Deus pela confiança que depositou em nós para carregar-mos a cruz daqueles que têm menos força.

Há tantos momentos como estes...

Um abraço!

Alexandra

caminhoparavida disse...

Que bom questionar, principalmente aquilo que consideramos correcto! Manter um espírito crítico em cada acção do dia.

"Um mau padre é o pior dos homens", escreveu um famoso escritor português...

Ainda que alguns constrangimentos se mantenham, o importante é confirmar que se "deu" o que de melhor há em nós! Sorrir e agradecer a Deus por nos ajudar em todos os momentos, mesmo naqueles com pouca luz..

Uma profissão que lida com o que de mais frágil existe (as emoções) precisa mais do que certezas, precisa autenticidade e empatia..

Parabéns por ser autentico...

Miser cordis disse...

Hoje Deus pede-me para estar com... mas se amanhã me pedir para não estar eu não ficarei confuso,porque eis a minha única certeza, atender ao que me pede, ainda que eu não o compreenda porquê... Hoje eu ouço-O, e a Sua vontade vai a par da minha, mas se amanhã a Sua vontade contrariar a minha, eis a minha única certeza... atender ao que me pede... esta será a minha única felicidade

Joana ;) disse...

Pode não acreditar, mas já me questionei algumas vezes desta forma também.

Querer confirmar que aquilo que sinto é mesmo assim, o que penso que sinto.

Compreendo o sofrimento e a grandeza da coragem da sua entrega.
Por isso mesmo, este caminho não é para todos.

Ânimo para continuar essa missão tão nobre. Não deixe que nada nem ninguém, faça vacilar o seu coração, por um segundo sequer.

Sabe qual é a minha maior dificuldade padre?
Discernir se o que eu penso é o mesmo que Deus pensa de mim, ou sobre o assunto em questão. Saber se faço a minha vontade, ou a vontade d'Ele, é esta a minha maior dúvida.

Será que o faço para bem dos outros, ou para meu próprio bem?
Também eu procuro um sinal...
Bjs