quinta-feira, janeiro 25, 2007

Quero o diabo bem longe desta Oração

Há coisas do diabo. Recebi um convite para rezar. Convite por convite, era mais que bom. Rezar. Mas a mensagem dizia que tinha sido um pedido da senhora, da Nossa Senhora. E que mais não podiam dizer. Tratava-se de uma luta. Rezar, até ao referendo, no fim do terço, a oração de S. Miguel Arcanjo. Sete vezes intercalada com sete glórias. Luta contra os chefes deste mundo de trevas (Ef 6, 10-12). Sujeitai a antiga serpente (Ap 20, 3). E eu que pensava que era para rezar. Não entendi. Um pedido de Nossa Senhora dirigido aos portugueses! E eu que pensava que isto do referendo era uma luta pela vida e não contra ninguém. Outras vidas. Não entendi. A oração faz muito. Consegue muito. Mas não me parece que uma oração que condene seja uma oração que Deus ouça. Se calhar estou enganado, pois costuma-se dizer que Deus ouve tudo. Que tem sempre tempo para ouvir todos e cada um.
Sou a favor da Vida em todas as circunstâncias. Sou, por isso, a favor da criança e a favor da mãe que sofre ou que se encontra perturbada com o novo ser. Quero o melhor para ambos, e para a sociedade, e para os que vão votar Sim. Quero que as pessoas entendam e não que façam guerras santas. Quero sentir que vale a pena viver e que toda a vida é um dom de felicidade. Toda. Quero ser coerente, quando explico a alguém indeciso que quero o seu bem e por isso voto Não. Quero que se ajude. Quero, do estado, soluções verdadeiras. Que o aborto não é solução para ninguém. Nem criança. Nem mãe, Nem pai. Nem mais ninguém. Quero da Igreja, as mesmas soluções. Quero, de cada um, uma luta pela própria Vida, pela de outrem, pela Vida que Deus nos dá. Quero o diabo bem longe desta Oração.

41 comentários:

elsa nyny disse...

Olá Amigo!

De facto, é muito estranha, acho que Nossa Senhora, não ia pedir isso, mesmo!!
E Claro que não deve ser contra ninguém, mas a favor de todos, da vida de todos!!


beijinhos!!!

:))

disse...

Há coisas que nunca mudam!
dizem que há pessoas que veêm a Nossa Senhora, que ela lhes diz coisas... mensagens...
Então Maria diz nas bodas de canaa:
Fazei o que eles vos disser!

E afinal ela anda aí a mandar ordens!!!

Desculpem a brincadeira mas... há coisas que me fazem rir!

eu voto NÃO ao Aborto!

Talvez seja mais eficaz fazer-mos uma boa campanha em que esclareçamos as pessoas e só depois rezar para que o Espirito Santo ilumine a consciencia das pessoas!
;)

ALICE disse...

Padre

Gostei (e como gostei) do seu comentário, sobre o sufrágio a que seremos chamados muito brevemente.Equilibrado sereno e inteligente. Pena é que alguns dignatários da Igreja Católica estejam a dar uma má imagem do pensamento da Instituição a que pertencemos. Depois não se queixem...

Aceite os melhores ccumprimentos da

Alice

Pdivulg disse...

Pela análise que tenho feito, vejo pessoas que votam sim, porque a liberdade está acima de tudo, vejo outros que votam sim porque apesar de serem contra o aborto não se deve condenar á cadeia essas mulheres, então e os bebés dizimados?... Onde está a liberdade deles? Vem os ateus gritar que não são ainda ser humanos e apresentam a actividade cerebral como argumento...
Apenas posso dizer que um feto na barriga da mãe desde que não haja anomalias e sem a intervenção de ninguém, irá dar um novo ser e isso é inquestionável!! Portanto toda a informação genética está la. Onde está a dúvida?
È a suposta liberdade? È o negócio? Há que proteger essas mães em risco, o Estado que gaste mais dinheiro numa assistência social séria, um acompanhamento a todo o tempo (não há verbas?) Para o aborto já há? Que grande negócio, disfarçado de liberdade.
Tanta gente em lista de espera para cirurgias graves, tanta maternidade encerra e agora vimos com a cultura da morte? Por tudo isso dia 11 só posso votar NÃO! Não para condenar, mas para defender!

mafaoli disse...

Esta batalha não se ganha com guerras. E enquanto houver pessoas que fazem este tipo de acções não se consegue explicar o que está em questão neste referendo. Não se está a lutar contra ninguém, como bem diz o sr.padre, é uma luta a favor da vida, da mãe, da criança.
Espero que as palavras que nos deixou tenham também sido transmitidas a essas pessoas de "oração fácil".
....
Continue a meter o rebanho na ordem(estou a brincar).
Tenha um dia feliz!

gralha disse...

São estas coisas que me deixam triste! E pensar que há tanta gente que vai votar Sim porque acha que o voto no Não está associado a este tipo de ideias antigas e crendices pequenas...

melinha disse...

Deus tudo ouve mas sabe sempre bem a k oraçoes ha-de "responder" ;)

bjos e um excelente fim de semana

Dad disse...

Olá Confessionário!

Mais uma vez não me desiludiste. Podemos ter pontos de vista um pouco diferentes mas a tua lógica é absolutamente imbatível. Realmente essas coisas de se imaginar que Deus está de um lado ou de outro e ainda por cima que está por ali a vigiar os actos dos "portugueses" é por demais obscura e mesquinha.
Esse Deus de quem pensa assim, o que será?

O grande espírito criador ou uma "entidade" posta ao nosso serviço que comanda a seu belo prazer os nossos destinos e que nos pune quando não andamos na linha?
E por arrastamento vêem as Nossas Senhoras de isto e daquilo como se não fosse sempre a mesma entidade espiritual.

E o pior é que as transformam também em seres mitológicos que também estão ali para nos servir para o que precisarmos ou para nos dar na cabeça quando é preciso!

Espero que este referendo possa fazer crescer mais as pessoas que vão votar e que, por fim, o resultado seja menos sofrimento mas sobretudo muito melhor compreensão dos valores da vida.

Beijinho para ti,

joaquim disse...

Há hoje muita gente com tendência para atribuir ao diabo o mal que propriamente praticam.
Talvez numa tendência para se auto-desculparem!
Fala-se às vezes mais do diabo do que de Jesus Cristo, talvez porque também se tentou/tenta negar a sua existência.
Claro que o mal existe e é real, constatamo-lo todos os dias.
Agora, para mim, também não faz sentido uma oração contra alguém, alguém sobretudo como nós, pessoas humanas criadas à «imagem e semelhança de Deus».
Orações, como diz o Né, para pedir que o Espírito Santo ilumine as mentes, os corações, que nos ilumine para sabermos esclarecer os indecisos, orações a favor da vida, isso sim faz sentido e é necessário.
A nossa Mãe do Céu aponta-nos sempre o Caminho do e para o Seu Filho e assim sendo o amor a todos os seus filhos, pelo que nunca nos pediria para rezarmos contra nenhum dos seus filhos, mas sim por eles e pela sua salvação.
Rezemos então para que o amor prevaleça, para que prevaleça a vida.
Abraço em Cristo

Confissões disse...

Bom, é mais um blog a que vou responder a mais um tema polémica que é o aborto.

Acho que vai ser mais um referendo em que não vou votar.. eis porque eu não sou a favor ao aborto.. mas a liberalização já é outra história.. sou sim a favor ás boas condições que as mulheres têm direito..

jardim disse...

...de que estranhas tu? Há padres a tomarem iniciativas parecidas.

E pegando nas palavras do Né: Que o Espírito Santo, nos ilumine a todos, sempre!

E isto de separar oração e vida, já não dá com nada. Desculpem-me lá!

Guard'a Vida disse...

Deixamos esta partilha do nosso grupo cívico: um tema composto pela Banda Jota que apela à vida. Visitem para ouvir:

http://guardavida.blogspot.com

filipa disse...

Confessar todos os segredos, todos os "odios", ou mostar a maior simpatia e depois encontrar o rotulo pra A ou B... todos o fazemos:)
Gostei de ler-te.

Catequista disse...

Eu ainda ouso (o autor que me desculpe) acrescentar: "Quero que o povo seja esclarecido, quero que percebam a razão do sim ou a razão do não, quero que votem com a consciência real do que estão a fazer, e não por convicções políticas ou religiosas".

Maria João disse...

Ainda bem que falas desta oração. Também fiquei com um pé atrás e outro à frente. temos de ter cuidado. O que aparece mais são orações. mas nem todas são de Deus.

beijos em Cristo

Cadinho RoCo disse...

Sinto-me por demais confortado por estar pela primeira vez em blog de um padre, devidamente recomendado pela Elsa (Estou Aki). Enquanto católico praticante sinto-me completamente identificado com as palavras do texto que dão conta de uma realidade simples, direta e clara. Que bom. Vivemos momento de muita deturpação inversão de valores. Estamos aqui para servir e não para sermos servidos por Deus. Estamos aqui para querer aquilo que está no texto que é o estímulo ao querer bem para que o mal fique longe distante de nós.
Muito bom.
Cadinho RoCo

elsa disse...

Quem é S. Miguel Arcanjo?
Desculpe a minha ignorância,

Goldmundo disse...

Padre, a quem se refere São Paulo em Efésios 6?

É uma pergunta simples. Resposta simples, por favor.

Abraço.

Andante disse...

Será que A perversão da oração serve de alguma coisa?
Orar é mais que pedir, é estar.
No meu diálogo pessoal com o Pai, eu estou e mantenho-me atenta.
Defendo a vida e não a aldrabice de alguns argumentos do sim.
Fujo de fundamentalismos.
Aproximo-me daquilo que penso que é a vontade d'Ele.
Nem sempre foi assim. Por isso, penalizo-me e passo algumas horas atormentada...
Estou atenta e luto pela vontade de um Deus Criador da beleza que somos nós, embora com alguns defeitos...

Beijos peregrinos

Anónimo disse...

Caro Amigo, obrigado pelo teu comentário.Como católico, devo viver e reproduzir o Evangelho na minha vida, que nos fala de amar os nossos inimigos.Assim estarei a rezar por todos, a pedir por todos, a deixar um rasto de luz e fogo, capaz de iluminar muitos, aquecer muitos corações e esclarecer muitas consciências.Por isso,que a minha vida seja sempre um hino à vida.Jocap

Confessionário disse...

Gold, resposta rápida: refere-se aos cristãos. Paulo descreve o cristão armado como um soldado romano para o combate contra as forças contrárias a Deus. Mas nem é esssa a armadura, nem é esss a aluta que um cristão deve travar. a Luta deve ser pelo melhor e não contra as forças do mal. O melhor é de Deus; o pior não é...

Confessionário disse...

elsa, um anjo que trava a luta contra o mal...

Maria disse...

Olá Confessionário,

Desculpa a pergunta,que pode parecer estranha, mas o que é que é um anjo? E um arcanjo? Eles existem MESMO?

É que pensar numa entidade que normalmente é representada com asas soa-me a deveras esquisito e estranho, assim a meio mitológico. Asas para quê? Donde é que veio esta representação? É que são as criaturas mais estranhas ...

Quando eu era miúda até rezava a oração ao anjo da guarda...Agora cada vez que começo, lembro-me das asas... e já não sai nada!...

Anónimo disse...

Mas há mesmo anjos?

Mário da Silva disse...

Caro Padre.

Muito simplista a resposta à Elsa. podia ser melhor.

São Miguel foi sempre muito amado e venerado pelo povo de Deus. O Senhor o constituiu guarda e protetor da nação israelita, como se lê no Profeta Daniel: - "Surgirá Miguel, o grande Príncipe, que guardará o teu povo" (Daniel 12, 1)

Quando da tomada da cidade de Jericó, São Miguel aparece a Josué e diz-lhe: "Eu sou o chefe dos exércitos do Senhor." Caindo Josué por terra exclama: "Que manda o Senhor ao seu servo?" Respondeu o Arcanjo: "Todos os homens de armas marcharão em torno da cidade uma vez por dia, durante seis dias; no sétimo, os sacerdotes seguirão à frente da Arca da Aliança, após o toque das sete trombetas. Logo que o som das trombetas, prolongado e nítido, ressoe aos vossos ouvidos, todo o povo soltará gritos clamorosos; nessa altura as muralhas da cidade desmoronar-se-ão e o povo penetrará nela cada um no lugar à sua frente".

As intervenções de São Miguel em favor do povo de Deus, no Antigo e no Novo Testamento, motivaram na igreja uma veneração especial por este Arcanjo que ela sempre considerou e honrou com um culto especial, como guarda e protetor da família divina no seu peregrinar por este mundo até à casa do Pai.

Nos documentos oficiais, S. Miguel Arcanjo é honrado como protetor e guarda da Igreja e como padroeiro dos agonizantes; também é ele quem introduz as almas dos que deixam este mundo junto a Deus.

Oração

São Miguel, nosso amigo celeste, à vossa proteção me confio e a vós me consagro com tudo o que me pertence, para que sejais vós mesmo a governar-me e a dirigir os meus passos. Levai-me como os pais levam ao colo os seus filhos. Quero descansar no vosso coração amigo. Amém.

Oração a São Miguel Arcanjo (Papa Leão XIII)

São Miguel Arcanjo defendei-nos no combate, sede nosso refúgio contra a maldade e as ciladas do demónio! Ordene-lhe Deus, instantemente o pedimos; e vós, príncipe da milícia celeste, pelo poder divino, precipitai ao inferno a satanás e a todos os espíritos malignos, que andam pelo mundo para perder as almas. Amém.

rui disse...

Parece-me que o maior perigo que pode suceder neste referendo é votarmos (sim ou nao) por ideais ou conviccoes e nao tendo em conta realidades concretas.

Perdoem-me se penso errado mas que estará na origem de negar a vida a um filho que ainda por cima está dentro de nós (salvo seja, da mae)? Esta é uma pergunta que me perturba. Justificacoes? Poderá a pobreza de espírito, a pobreza económica, a guerra, os maus tratos familiares, a formacao e acompanhamento físico e psicológico das futuras maes e pais, chegar a um tal ponto que origina a actitude em causa? Parece-me bastante possível. Entao nestes casos desesperantes e que de algum modo poderao ir contra a vontade da propria mae, parece-me, tal como a muitos de vós, que muito se pode ainda fazer.

Mas perturba-me a ideia de penalizar as maes que por estes motivos tomaram tais decisoes.

Despenalisar as maes que socialmente sao penalisadas diariamente em praca pública por palavras menos cuidadas em cada dia de "campanha" SIM.

MAS ESTE TIPO DE DESPENALISACAO TALVEZ NAO DEPENDA DE REFERENDOS.

Camisa Azul disse...

Eu voto não porque sou PELA VIDA

Hepta disse...

"Luta contra os 'chefes' deste mundo de trevas".

Parece-me bem pertinente. Sim, parece-me que os chefes actualmente fazem todos os propósitos para banir a moral vigente, cristã. Só quem não quer ver...

Não vejo, portanto, que a Oração desses alguns, a S. Miguel, seja contra as pessoas, mas sim contra as forças do Mal.

Citou S. Paulo e interpretou corretamente o significado das suas palavras na referida Epístola: "o cristão armado como um soldado romano para o combate contra as forças contrárias a Deus".
E quais são essas forças contrárias a Deus? Não serão as forças do Mal, através das quais, muitos na sua cegueira, se deixam guiar?
Qual é o mal ou a heresia de pedir o auxílio de S. Miguel?

Vem agora, refutar S. Paulo; mais uma pequenina martelada para deitar abaixo o edifício da Igreja.
Assim seja!

Confessionário disse...

Obrigado pela ajuda, Mário da Silva. De facto posso ter sido siscinto demais. Mas a disponibilidade não ajuda sempre. Obrigado

Confessionário disse...

hepta, não refuto S. Paulo, assim como a Bíblia tem de ser interpretada num todo e não apenas em frases ou literalmente.

Mais, eu não disse que era heresia rezar esta oração. Rezar contra o mal não é rezar, de certeza (e concordarás comigo) contra as pessoas. Elas podem ter mal dentro de si, mas não são o mal.

Não aceito que este seja um pedido de Nossa Senhora: que se reze contra as pessoas.

Eu sou clara e convictamente contra o aborto; mas não sou contra ninguém em especial... assim como Deus não fazia acepção de pessoas...

E mais, penso que está é a erdadeira Igreja de Cristo; não aquela que condena! E não me interessa o edifício da igreja, mas a Igreja que são as pessoas!

Mário da Silva disse...

Obrigado pela ajuda, Mário da Silva. De facto posso ter sido siscinto demais. Mas a disponibilidade não ajuda sempre. Obrigado

Obrigado eu pela sua disponibilidade para esta evangelização.

E, deixe-me dizer-lhe, o Google ainda é uma grande ferramenta ;)

Até mais,

Goldmundo disse...

caro Confessonário:

Às vezes parece-me que andamos às voltas. A ver se me explico então:

1. Dizes no post:
a) "recebi um convite para rezar" (...) "tratava-se de uma luta" (...)"Luta contra os chefes deste mundo de trevas, Ef 6, 10-12."

b) "E eu que pensava que era para rezar. Não entendi" (...) "pensava que era uma luta pela vida e não contra ninguém".

2. Perguntei, há dias, a quem se referia o S. Paulo, na citação referida: a mesma, Efésios, 10-12.

3. Talvez seja melhor transcrever o Santo: "...12. Pois o nosso combate não é contra o sangue nem contra a carne, mas sim contra os Principados, as Potestades, os Dominadores deste mundo de trevas, contra os Espíritos do Mal que povoam as regiões celestiais"

4. "Não me parece", dizes, "que uma oração que condene seja uma oração ouvida por Deus".

5. Se (como eu julgo) o são Paulo está a falar de um ser (ou vários) realmente existente(s), não te inquietes, padre (e não nos inquietes a nós): não é a oração (esta oração) que o condena. Ele já foi julgado.

6. Mas talvez estejamos a falar de outras lutas. Ou - ocorreu-me - talvez desses outra leitura a Efesios 12. Daí a minha pergunta, se calhar mal formulada.

Abraço.

Goldmundo disse...

Reli os comentarios anteriores e devo dizer que não estou de acordo com Hepta. Não há uma "moral cristã vigente". Há cristãos, apenas. Vou mesmo (já não tem que ver com o/a Hepta) mais longe: estou farto do "país católico", da "europa cristã", do "profundo sentimento do povo" e da "pátria". Acho que os esqueletos devem, todos eles, sair já de todos os armários.

Acho mesmo que o aborto, sendo talvez um pecado aos olhos de Deus, não pode ser um crime aos olhos dos homens.

Acho que Deus disse que tinha feito um mundo "bom" (Genesis), mas nunca disse que tinha feito um mundo fácil.

Confessionário disse...

Gold, amigo, vamos primeiro à última. O aborto é um acto que impede a vida a um ser que já tem vida e que é um ser humano, mesmo que não tenha todas as suas potencialidades visíveis. Nesse sentido, será sempre pecado aos olhos de Deus e de cada vida. Se matar um ser humano é crime, tb deve ser crime aos olhos do mundo.

A diferença não devia residir neste pressuposto, e transmito aquilo que penso que Deus sentiria. O aborto, tal como qualquer outra morte, é um mal... e grande. Mas a pessoa que comete esse mal, continua a ser amada por Deus e este continuará a querer o seu bem. Isto é que é diferente. E é por este motivo que eu quero sempre o bem das pessoas, mesmo as que são más, ou que fazem o mal.

De qualquer foram elas, essas pessoas, têm de ser ajudadas por si e por outrem. O "outrem" engloba pessoas e consequências e, até, actos ou atitudes.

Daí que...

Confessionário disse...

Agora a primeira:

É assim... vamos la´ver se consigo fazer-me entender:

Há mal no mundo e há pessoas que quase são portadoras de mal. Mas se nós queremos fazer algo ( e vem´quase o mesmo princípio de cima) não é contra as pessoas, mas por elas, para as ajudar e não para as condenar. Na minha opinião, nem Deus condena nunca. O Seu papel é dignificar. Existem muitos textos na Bíblia que nos podem levar a uma percepção de Deus como alguém que faz o papel de juíz como os juízes da terra. Mas têm de ser enquadrados e contextualizados. S. Paulo aos Efésios aparece neste similar. Condenar o mal não é condenar as pessoas. Por isso uma vertadeira oração será sempre pela positiva, isto é, para que o mal deixe de o ser e não para que ele ainda cheire mais mal...

Fiz-me entender?

E agora para terminar com algo muito pessoal: Nunca quis ter muita consciência de "demónios". Prefiro chamar-lhe mal... heheh... mas esta é pessoal.

Anónimo disse...

Sr. Padre,
tem alguma coisa contra o Arcanjo S. Miguel?
Não me diga que agora passou a ser heresia rezar ao Arcanjo que nos proteja das forças do Mal!!
Penso que deliberadamente o Sr. Padre fez uma inmterpretação incorreta sobre a Oração em causa.
A Oração não é contra ninguém, é contra as forças do Mal, que muitas vezes nos conduzem por maus caminhos e nos turvam a mente retirando-nos a lucidez para podermos discernir o que é bom ou mau e as forças que nos ajudam a lutar contra os nossos próprios males.
Porisso, devemos orar a S. Miguel, se queremos o Diabo bem longe.

Confessionário disse...

Último anónimo, não tenho nada contra o Arcanjo S. Miguel...
O motivo deste texto prende-se com a contextualização, tão só isso. Lê com atenção e perceberás. Nossa Senhora a pedir esta oração nesta época oportuna? Que mais nada se pode dizer? Que devemos lutar contra os "chefes deste mundo das trevas"?

Até te digo mais, sou oriundo de uma paróquia que honra imenso este arcanjo!

Goldmundo disse...

Caríssimo:

Então, começando pela "primeira": o que é um ser humano aos olhos de Deus, o que é ele aos olhos dos homens, aqui e agora; não aos olhos dos santos, mas aos olhos do Mundo. Porque falamos dos julgamentos do Mundo, e de outra coisa não falamos nós.

Para pôr as coisas de outra maneira: podemos fingir que, naquilo que está a ser perguntado agora por este país fora, a verdadeira pergunta é "Que diria Ele, sentado a escrever palavras na areia, se lhe trouxessem a mulher que abortou?". Mas seria fingir sim. Porque (infelizmente), a úncia coisa que se pergunta é: "A Lei diz que se deve fazer isto e aquilo; e portanto nós achamos que os fariseus devem arrastar a mulher pelos cabelos, encher os bolsos de pedras e levá-la à presença de um Juiz; achs tu que os fariseus devem fazer isto?".

E que responderemos nós a isto, nós os que sabemos que todos os Juizes e todos os fariseus têm um coração com tantas pedras como os bolsos?

Podemos, claro, dizer "cumpram a PRIMEIRA PARTE DA LEI; agarrem a mulher pelos cabelos, encham os bolsos de pedras agudas, façam gritaria pela Cidade; porque nós, que confiamos no Amor, esperamos que no fim do caminho da multidão apareça um Juiz sentado, a escrever palavras na areia; nós, que sabemos que os milagres existem, esperaremos pelo milagre; nós, que perdoaríamos, esperamos que também aqui esta história seja no fim uma história de perdão. Mas sim, MANTENHAM A PRIMEIRA PARTE DA LEI, assustem as mulheres com o vozear da multidão e com as pedras a sair dos bolsos; assustem-nas, porque Ele não tem força para perdoar senão a mulheres assustadas; porque o Pastor precisa dos Cães de Guarda."

Dizemos isso?

Abraço grande.

Mais logo voltarei para a segunda conversa :)

Mas o Reino ainda não se estabeleceu em vez dos reinos dos homens, o Coração ainda não tornou inútil a balança da Justiça. E por isso não pensemos que o Juiz que, entre nós, vai julgar um criminoso, o polícia que o vai investigar, é Aquele que escreveu palavras na areia.

Há um sítio qualquer onde o São Paulo diz mais ou menos assim "estas coisas são para nós; deixem os de fora ficar de fora".

nônô disse...

Ola! aqui estou mais uma vez.
concordo plenamente com a ultima parte deste post.
Tambem sou a favor de todas as vidas, antes e depois.
Por isso dia 11 vou dizer sim à VIDA.
Mas devemos ser tolerantes e respeitar os que nao pensam como nós.
E seja quem for que ganhe, nao se faça disso um drama.
Antes demos as maos para ajudar as pessoas que mesmo enfrentando grandes sacrificios nao recorrem a este meio, e dizem sim a uma nova vida.

Quero deixar aqui uma mensagem de de apoio e carinho e sobretudo realçar a grande coragem de todas as MAES que o aceitam ser, no meio de tantas dificuldades,principalmente as maes solteiras, a quem falta tudo, inclusive o apoio da familia e a seu favor teem apenas a critica e a condenaçao de grande parte da sociedade.
Era tempo de olhar as coisas de maneira diferente, ou entao de que nos que serve ouvir tantas homilias!!!!
Tambem nao gosto da forma como algumas entidades abordam esta questao do aborto, com discurssos extremistas de excumunhao, assasinatos etc. Nao leva a lado nenhum, antes pelo contrario. ódio gera ódio.
Entao vale a pena enveredar pelo lado do AMOR.

E ganhe o sim ou o nao, cada um de nós assuma os seus deveres de cristao e vamos ao encontro dos mais infelizes.

beijinhos..

Goldmundo disse...

Nônô, a excomunhão não é um assunto extremista...

Anónimo disse...

Pobres diabos!