quinta-feira, novembro 23, 2006

A chamada de Deus

Engalanados, como se costuma ir à missa, que é Domingo. Olhos e ouvidos atentos, pelo menos daqueles que não soçobravam do sono da noite anterior mal dormido. Estava no meio da homilia. Procurava que as minhas fossem as palavras de Deus. Ia já nos cinco minutos quando do meio dos engalanados se ouve um barulho estranho. Um telemóvel. Além desse, ouvem-se uns murmúrios, um cochichar. Olham-se uns aos outros. Eu não paro, que estava concentrado naquilo que afirmava. O telefone é desligado. Porém, não passou muito tempo para tocar de novo. Queria abstrair-me, mas não conseguia. Parei. Olhei para o nunca e pensei. Estarei a dizer alguma inconveniência e Deus quer-me prevenir?! Respirei fundo e falei com calma. Olhe, se é para mim, diga que agora não posso, que estou ocupado a fazer uma homilia. Só respondo se for Deus, e mesmo se for Ele, só atendo se for uma coisa urgente.
Gargalhada geral, e a minha foi a primeira, apesar de, com estas coisas de Deus não se brincar. Espero que não tenha sido Ele a ligar. Se foi, pelo menos ficou com medo e desistiu.

23 comentários:

joaquim disse...

Ainda um dia alguém me há-de explicar porque é que os telemoveis só tocam nas homilias, na altura da Consagração, ou em momentos de silêncio!!!

Já agora, caro Confessionário, onde é a tua Paróquia que quero lá "ir" à Missa e ouvir as tuas homilias que transmitem alegria que é coisa que às vezes vai "faltando" ao povo de Deus!!!

Abraço em Cristo

Goldmundo disse...

Ahahahahaha... :) fantástico. Abraço, Padre.

elsa nyny disse...

Amigo!!!

Ès demais!!!
Eu também ria se estivesse lá!!Porque por cá eu também costumo rir, e é giro porque quando o padre, diz assim umas coisitas para rirmos, a primeira pessoa que ele procura sou eu...acho que o pessoal deve estar com umas caras muito sérias!!!

Muito bem, ideías não te faltam mesmo!!!
Obrigado por existires!!!

beijinhos!!!
:))

malu disse...

Ah ah ah ah ah boa! :)

Que presença de espírito!

Abraços!

Discípulos disse...

Pedro Amas-Me? Tu bem sabes Senhor.
Pedro Amas-Me? Tu bem sabes Senhor.
Pedro Amas-Me? Ó Senhor tu bem sabes que sim.

Então apascenta as minhas ovelhas

Logo quando tocar um telemóvel lembra-te da pergunta e da resposta Dele.

A Paz

Sonhador Acordado disse...

Sim, o pessoal muitas vezes anda com caras muito sérias nas missas. A minha igreja tem três naves e eu costumo ficar numa das laterais, com o coro. Dá para ver as caras da nave central... sim, parece que alegria é coisa que não abunda no povo de Deus.

Abraços,

Anónimo disse...

Na igreja onde vou à missa, há quem vá com o telemóvel a tocar do seu lugar até ao exterior para poder atender. Terminada a conversa regressam confiantes ao seu lugar. Note-se que a igreja é bem larga e comprida. Isto tudo durante a missa!

Nem o olhar reprovador e os comentários do padre as incomoda.

Não há nada como ser-se moderna, citadina e urbana.

teodora

Bento, um mendigo de Deus disse...

Bem essa foi bestial... um abraço amigo

Tiago Almeida disse...

mt mt mas mt lindo

Vítor Mácula disse...

De algum modo... é sempre Ele a ligar ;) Tal como se vê na tua reacção de tentares perceber se a interrupção seria uma aviso para a homilia... Brincando, brincando... Um abraço, caro confessionário

gota de chuva disse...

hehehe
acho que quem não estivesse atento, depois deste momento passou a estar. isso é que foi aproveitar a circunstância. :)

Abraço

Pitux disse...

Acho que foi uma óptima maneira de lidar com a situação. Já um padre que disse todo chateado que o telemóvel o estava a incomodar, se não poderiam desligá-lo. E outro mandou uma boca por uma criança estar a chorar. Compreendo que nem todos lidem com as situações da mesma maneira, há umas formas melhores que outras, não?

Pitux disse...

Ah, como se chama a música que puseste no blog agora?

Confessionário disse...

Pitux, a música chama-se "Quero Olhar-Te" e é de um cd com nome (a)braços, de uma banda de música religiosa portuguesa: Banda Jota.

impressaodigital disse...

pois, as pessoas actualizam-se... eu pensava que ainda se ouviam os "atchins" e os "cof,cof" afinal também soam toques polifonicos e agora até os reais... engraçado isto...
ah! no caso de ter sido Deus...qual é o indicativo de lá? não encontro na lista nem conheço ninguém que já lhe tenha ouvido a voz.

Maria João disse...

Esta música dá uma paz de espírito!!!!

Essa do telemóvel está demais!!!! Muito boa, mesmo!



beijos em Cristo

PS: Não queres enviar o ficheiro da música? Se der, envia-me para mariajoaogracia@gmail.com.

Flôr disse...

Eu acho que é uma falta de respeito o telemóvel tocar nas igrejas, nos cemitérios, nos hospitais....

Flores e gotinhas do amor de Deus, para si e para todos os seus visitantes!

Flor

Pitux disse...

Banda Jota? Eu já os ouvi uma vez num Festival. :) Que giro! :) Obrigada.

Confessionário disse...

Eu tb Pitux, já os vi gostei bastante... Por isso comprei o cd...

Anónimo disse...

Na entrada da minha Igreja tem um aviso que diz: "Por favor, desligue o seu telemóvel. Não precisa dele para falar com Deus.". Infelizmente, algumas pessoas, ou não sabem ler, ou fazem de conta que não viram. Também acho isso uma falta de respeito.
Mas a sua saída foi demais. Parabéns pelo blog.

Anónimo disse...

o Sr padre tem um sentido de humor extraordinário, também tem um bocadinho de jeitinho para a escrita, tenho de lhe tomar o jeito. Ando-me a divertir a ler os seus textos, têm-me feito dispor bem (Mas gosto-o sempre humildezinho :p). Olhe, já ouvi coisas muito doidas da boca dum padre na homilia, nem lhe passa pela cabeça, ou passará... Primeiro pensei que eu não estaria bem o que foi um grande susto, mas depois eu passei a perguntar a outras pessoas e elas tb tinham ouvido e não tinham entendido. Muitas eram bizarras do tipo: "Jesus está a fazer figura de palhaço na cruz" ou fazer alusão à hóstia como uma bolacha. Nessas alturas eu ficava aterrorizada. Mas havia outras que o conteúdo não era desse calibre. Padre, porque terá o padre dito coisas que parecem blasfémias? Já que dizia outras que pareciam tão santas? Mas com as coisas bizarras pude perceber que a situação não era normal, que ele as dizia mesmo.

Confessionário disse...

Essas palavras devem ser entendidas nos seus contextos. Eu não faço a mínima ideia do motivo delas. Mas espero que tenha sido para prender a atenção das pessoas e para as fazer meditar!reflectir...

Anónimo disse...

Bom tem razão, acho que fui além procurando questionar o que não me cabia de certa forma questionar. Sim, umas eram dentro de um contexto, mas espantoso para a boca de um padre. Outras pareciam surgi do nada (mesmo em conferências notamos isso). Mas que tenho eu como e a quem o padre se dirigiu? Certamente alguém usufruiu dessas palavras mesmo que parecendo para outros estranhas. Sim, tenho a plena certeza que ele era/é um bom, um excelente sacerdote. Por vezes até ficamos constrangidos com as nossas próprias perguntas!!!