quinta-feira, julho 20, 2006

Que pode Deus fazer através de mim?

O rosto significava a sua vida. Uma vida cansada, desgasta-da pelo tempo, pelas escolhas. Vou chamar-lhe Manuel, mas o seu nome não é, de todo, este. Escolho-o porque me lembra o Emanuel, o Deus connosco. Participava na Eucaristia, ouvia minha homilia. Eu reparei nele, pois a face distinguia-se do meio da multidão, da comunidade. Cara nova e estranha. No final tivemos uma oportunidade de cruzar os olhos e uma conversa. Ex-toxicodependente, drogas duras, vida de rua, álcool à mistura. Entrara numa casa de recuperação havia quatro anos. Estava bem, ou melhor. Reconhecera a mão de Deus nesta melhoria. Mas, a determinada altura da conversa, perguntava. Que pode Deus fazer através de mim? Quem sou eu para ser útil a Deus? O padre fala na missão que cada um recebe de Deus, mas eu não me acho nada capacitado para o que quer que seja na Igreja, na vida, no mundo?!
A minha resposta estava na ponta da língua. Ainda bem que me dera a oportunidade de lhe dizer o que me estava atravancado na garganta desde que o vira desanimado no meio da assembleia. Já reparou como Deus manifesta, costuma manifestar, ou manifestou o seu poder? Através, quase sempre de fragilidades, derrotas, coisas simples, actos banais. Ele pediu que desse alguns casos. Só falei em quatro. Mas podia lembrar-lhe mais. O nascimento de Jesus, na maior pobreza, a escolha de Maria, mulher a quem ninguém daria importância, os santos, na sua maioria, frágeis, simples, e alguns com passado bem pecador, e por fim a morte de Jesus. A morte que habitualmente consideramos uma derrota, foi a manifestação máxima do seu poder e do Seu amor. Perguntei se chegava. Ele respondeu que bastava. O rosto mudou de figura.
Afinal, disse-me ele, Deus pode fazer muita coisa por meu intermédio!

26 comentários:

Dad disse...

Gostei imenso deste post! Numa altura em que o país e o mundo estão plenos de excluidos, é bom sentir, através destas palavras que este homem deixou de se sentir excluido,ao mais alto nível.Porque só essa, verdadeiramente é importante e aí ninguém é excluido, se O procurarmos, porque a exclusão fazemos nós - perante Deus todos somos seus filhos!

Abração,

Avozinha disse...

Nem mais! Obrigada por recordar-nos disso.

Lai disse...

Gostei bastante deste post...
A Palavra de Deus diz que Jesus veio para os doentes e não para os sãos (ou os que se acham sãos)!
Todos nós precisamos sentir que somos únicos para Deus!!
Todos nós precisamos sentir que Jesus morreu na cruz por um motivo singular: Eu!
Todos nós precisamos saber que Deus tem um plano grandioso para cada um de nós!!
DTA

Pdivulg disse...

Basta ele mudar de vida e assim será exemplo para os outros de que é possível mudar e perder os vícios assim tornando o seu corpo templo de Deus...

Maria João disse...

Olá! Dp do mail q lhe enviei resolvi juntar-me aos penitentes.

Acho que este exemplo mostra bem duas coisas:

1- ninguém censure ninguém. só Deus sabe quem vai chamar e escolher para o SEu Reino e não nos esqueçamos que Ele tem uma predilecção pelos que estão mais doentes.

2- Como é bom uma palavra de conforto. Quantas vezes nos calamos e deixamos as pessoas sem receberem a voz de DEus. Não esqueçamos que Ele não tem voz, precisa da nossa para transmitir a Sua Palavra.

bjs

Maria João

sophia disse...

"o essencial é invísivel aos olhos"

SdA disse...

Se Jesus veio para os mais fracos, para os mais pobres, para os que estão à margem... porque é que a igreja insiste em excluir??

Respeito o vosso respeito. Sou crente, tenho fé e baptizei-me por livre iniciativa há 3 anos... mas não posso aceitar certas hipocrisias e discursos.

Expliquem-me porque é que um divorciado é menos gente que um casado, expliquem-me porque é que a igreja insiste em discrminar as pessoas que tem outras orientações sexuais?

Sei que não têm respostas. Sei que vão fugir às questões... Mas também sei que, dentro de vós, bem lá dentro, se são cristãos a sério, sabem que toda essa hipocrisia não faz sentido...

Bem haja este espaço!

jmexia disse...

Caro sda
O post é um exemplo de como a Igreja acolhe e que muitas vezes somos nós que nos excluimos.
Da minha experiência pessoal, de divorciado e hoje pela graça de Deus em comunhão com a Igreja, quero dizer que nunca me senti excluido, entendi, embora com dor, o "problema" de não poder comungar, mas até isso foi um caminho de procura do Deus vivo, nunca me excluí e por isso mesmo fui muitas vezes chamado a participar na vida da Igreja, não só na minha Paróquia, mas na Diocese e até noutros lugares.
A verdade é que não foi a Igreja que me excluiu, mas sim eu quando decidi tomar determinadas decisões na minha vida.
Conversar com um Sacerdote ou com alguém que nos ajude é sempre bom porque cada caso é um caso e a Igreja olha mais para as pessoas individualmente do que para os grupos de pessoas.
Nem tudo foram rosas pois houve pessoas que me quiseram excluir, mas essas são apenas algumas pessoas e não a Igreja e eu quero e devo rezar por essas pessoas.
Abraço em Cristo

MC disse...

Padre,

o tema do teu post é "que pode Deus fazer através de mim?"

E nós quais fariseus começamos logo à cata da conversão do homem de que falas. Mas eu acho que ele nos interpela, não pela reabilitação que faça ou deixe de fazer. Se a conseguir fazer, óptimo para ele. Mas quem conhece minimanente os caminhos da dependência, sabe como isso é quase impossível. Ele interpela é à nossa coversão, de o aceitarmos como ele é. Não desanimando, da sua rabilitação, promovendo-a, mas nunca baixando nem um pouco da nossa estima, atenção, solicitude, independentemente do caminho que consiga percorrer. Acho pelo contrário que quanto menos for capaz de fazer, mais devemos acolher.

È esta a nossa prática diária? É esta a prática das nossas comunidades? Da Igreja?

Mas não foi esta a praxis de Cristo? Ele só curou e aceitou depois de apresentados os certificados de bom comportamento?

Ver para crer disse...

Deus ama como pai e mãe. Esta é a verdade.
E um bom pai e uma boa mãe ampara sobretudo os seus filhos mais débeis.
Um abraço

no-coracão-de-Deus disse...

Olá confessionário,
como é habitual na sminhas visitas, gostei do post e da provocação: "que pode Deus fazer através de mim?".

Uma certeza eu tenho: quando eu estou com Deus, em Deus, posso fazer muito, posso fazer mais, posso ser melhor.

permito-me lançar uma sugestão/ desafio a ti e aos que por aqui passam:
O Papa pede-nos para amanhã, domingo, fazermos do nosso dia um tempo de jejum e oração profunda pela Paz, para que cesse o conflito entre Israel e o Libano. ora aqui está uma das coisas que eu posso fazer com Deus e que Deus pode fazer através de mim: A PAZ. E que tal se nos nossos blogs o dia de amanhã fosse dominado por post's (provocações, orações,reflexão, pensamentos, frases,música...)em favor da paz.

um abraço deste teu irmão.
...como sempre, no coração de Deus.

Anónimo disse...

Conhneci o blog há cerca de duas semanas e agradeço a Deus mais uma de entre tantas oportunidades para Lhe abrir o coração.
A pessoa de quem se fala é alguém a quem se aplica plenamente o:«Não fostes vós que me escolhestes fui eu que vos escolhi», quanta misericórdia ...
O caminho de pobreza que este nosso irmão está a percorrer está a abrir-lhe o coraçao a Deus. Numa estrada em que também nós somos peregrinos deixemos que alguém cuide das nossas feridas para podermos também nós fazê-lo a outros.
Para todos e com todos em Cristo peço o dom da humildade.

A Capela disse...

Quantos somos, de nós, os perguntamos o mesmo? Por quantos poderá ele, "o fraco, excluído, sofredor, o necessitado, por apoiar", etc., por nós fazer, que, nos achando capazes, no entanto esquecemos de nos oferecer. Se voltar a vê-lo, peça-lhe que reze uma Avè-Maria por mim Confessionário, por favor.

Abrençãos, Malu

guevara disse...

Exacto! Gostei especialmente deste texto. Gostei mesmo (obrigada...)

Paulo disse...

Um texto muito belo e cheio de esperança no dia do amanhã

Confissões disse...

Um bom exemplo para demonstrar que um ex-toxicopendente consegue mudar quando quer. :)

O Micróbio II disse...

Prodigioso momento!

Andante disse...

Vale apena acreditar, porque acreditando podemos mudar o mundo, isto é, mudar-nos a nós...

Bel disse...

Pergunto me se Deus pode fazer mais por nosso intermédio porque não nos influencia afazer mais e melhor?
Desculpa eu fico um pouco confusa quando o tema é religião. Se por um lado acredito por vezes acho que se houver realmente alguém acima de nós deve ter um humor muito cínico.
De qualquer forma
Um bom fim de semana

Confessionário disse...

bel, ... e influencia. Mas só fazes se queres. É essa liberdade que nos concede que põe tudo em causa. mas se não fossemoslivres, diríamos que Deus não estava a ser justo. Deus é humor, sim. É. Para mim tb é humor, um humor cheio de amor!

Anónimo disse...

Querido amigo Padre, ainda estou péssima, muito triste, mas levando a vida!!!! Estou preocupada pq o senhor não tem entrado aqui, estou sentindo muita falta de suas palavras, dos debates! Mande notícias apenas dizendo que está bem.
Quanto ao debate, eu não tenho dúvidas que Deus fala através de nós ... Deus fala através dos outros ... Deus faz maravilhas através de nós e através dos outros ... Basta estarmos com o coração aberto para recebê-lo, basta temos sensibilidade ou apenas estarmos atentos para percebê-lo! Fica com Deus amigo e não esqueça de mim em suas orações. Amém!
Fatima - RJ

Confessionário disse...

Estou bem, amiga. Mas já começo a sentir a brisa das férias, do descanso, da paz. Só isso. Tenho estado ausente por causa dessa brisa e por causa de não ter muita vontade em escrever. aquilo que prometi, fica em pé. Mas agora deixa-me ir... em paz... Uma abraço a todos os meus amigos, os meus "paroquianos" virtuais...

Anónimo disse...

Que bom que está de férias, aproveita bastante, revigora as forças, o senhor merece umas férias maravilhosas!!!! Sentiremos saudades, aliás, sentiremos mais saudades ainda do que já estamos sentindo! Fica com Deus!
Estou melhor, pendindo muita força e discernimento à Deus, acho que dessa forma foi melhor ! Deus sempre sabe o que faz! Com certeza ele escutou minhas orações e deu o jeito dele para resolver...Isso nunca me aconteceu, jamais provoquei isso ou mesmo pensei que isso fosse acontecer, todo tempo sinto uma enorme sensação de culpa!
Todos foram vê-lo no novo "trabalho", mas eu não fui, dei uma desculpa.
Fica com Deus amigo! Aproveita! Estamos te aguardando!
Fatima _ RJ

Vilma disse...

Grata por este post... sem palavras!

Lino Mota disse...

Só hoje passei por aqui a 1ªvez...e gostei muito.
Mas para que um ex-toxicodependente (ou qualquer de nós) queira mudar é preciso que alguém confie nele de verdade para que ele recupere a auto-confiança e a auto-estima.BONS SAMARITANOS PRECISAM-SE!

elsa sequeira disse...

O Confessionário é lindo!!!!!!! A principio intimidava-me, não sei...talvez por ser escuro, talvez por nunca ter estado num confessionário (pq hoje em dia não se usam muito)... È lindo ver como alguém consegue tocar os outros nas suas Homílias! Fico muito feliz por isso! também eu já fui muita vez tocada em Homílias, sobre outros assuntos, já tomei muitas decisões durante as Homílias!!

Fica bem Confessionário!!!

E continua a tua Grande Missão, com toda essa sensibilidade e esse amor para com os outros! È lindo!