sábado, outubro 29, 2016

Indizível amor

Deus já nos amava antes de sermos. Ele amou-nos desde o seio do seu ser sem tempo que seja antes do que quer que seja. Releio a Palavra de Deus nas Escrituras. Deixo-me encantar com este entendimento. Porém, não entra em mim tamanho amor que consegue amar para além do existir. Nós também conseguimos, de certa forma, amar aqueles que já amávamos e já partiram. Mas não amamos aquilo que não existiu primeiro. Só um amor que não vive sem ser amando consegue amar aquilo que ainda não existe. Como a mãe que ama o filho ainda sem o conceber e sem haver nascido. Isto é tão grande, meu Deus. Pode até ser contestado por quem não quer saber deste seu amor. Mas quem, algum dia, chegou a senti-lo, como não contemplar o excelso, o indizível desse amor!

3 comentários:

Anónimo disse...

E quanto ingratos somos quando Achamos que ELE não nos ama ou que nos abandonou.

Anónimo disse...


Como podemos não amar, tão grande é o Seu Amor por nós...
´Só amando é que O conhecemos!!!

Anónimo disse...

fez pensar imenso, padre. Obrigado